Editorial

Associação Europeia das Boas Intenções

Apr 05, 2020
Pedro Santos

A Associação Europeia de Clubes de Hóquei em Patins (EHCA) emitiu este sábado um comunicado, enviado aos órgãos de comunicação social, em que anuncia a eleição de Daniel Vives para o lugar de secretário-geral, ocupado até 27 de Janeiro pelo português Rui Carvalho.

Daniel Vives tem formação na área da engenharia e experiência de gestão desportiva na secção de Hóquei em Patins do Barcelona e da Federação Catalã de Padel (na versão castelhana do comunicado) ou na bem distinta de Paddle (na versão portuguesa, vítima de má tradução) e, segundo o comunicado, é aposta para "trabalhar num novo e empolgante projeto da Liga Europeia".

A eleição de Vives terá acontecido na terceira Assembleia Geral desta associação que foi oficializada em Setembro último. Com Barcelona, Oliveirense, Reus, Noia, Porto, Sporting, Liceo e Benfica (pela ordem que assinam este último comunicado) como fundadores, as expectativas eram grandes. Mas, como na generalidade das associações ligadas ao Hóquei em Patins, pouco ou nada se tem visto.

Nos bastidores tem-se falado de um novo modelo de Liga Europeia - por exemplo, fechada a 10 clubes -, mas ainda nada foi tornado público ou divulgado, não se conhecendo sequer a paternidade da ideia. E, recorde-se, na altura da suspensão de provas faltavam menos de dois meses e meio para a conclusão da presente edição da prova máxima de clubes da presente temporada e pouco mais para a conclusão das provas nacionais...

De resto, seria em relação à suspensão de provas por parte da World Skate Europe no início de Março que a EHCA tomaria a única posição pública clara desde a sua fundação. Juntou-se ao coro de protestos da Federação Espanhola (RFEP) e da Associação Nacional de Clubes de Espanha para pedir o levantamento da suspensão europeia... que a própria RFEP viria a instituir a nível nacional a 12 de Março, ainda antes da jornada europeia de 14 de Março, dando razão aos receios de Fernando Graça e seus pares.

Neste mais recente comunicado, a EHCA revela que reuniu para discutir "o novo cenário europeu" após a demissão de Fernando Graça, disponibilizando-se para colaborar numa solução para as provas europeias e termo dos campeonatos. Tal nem sequer é uma tomada de posição, mas apenas o mínimo esperado, o que está implícito a qualquer associação que se diga de Hóquei em Patins.

Na modalidade, todos - clubes, árbitros, equipas técnicas, atletas e adeptos - estamos preocupados, todos temos ideias, todos podíamos dar a nossa opinião. De Barcelona, Oliveirense, Reus, Noia, Porto, Sporting, Liceo e Benfica espera-se muito mais.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade