Notícia

Tomar vence Benfica e segue só com vitórias em 2021

Feb 08, 2021

O Tomar venceu o Benfica por 5-2, confirmando uma extraordinária entrada em 2021, com quatro vitórias. O Riba d'Ave venceu o Famalicense, mas não saiu da zona de descida. #PrimeiraDivisão

O Municipal Cidade de Tomar já testemunhou esta temporada uma vitória sobre a Oliveirense e um empate com o Porto. Depois, o Sporting conseguiu ali vencer, mas o Benfica não descortinou o segredo...

Benfica atacou muito, mas a defesa tomarense e Francisco Veludo foram praticamente intransponíveis

O jogo começou aberto, com um excelente ritmo e oportunidades junto de ambas as balizas. Pedro Henriques e Francisco Veludo brilhavam, e o guardião internacional angolano seria mesmo uma das figuras - se não "a figura" - do jogo.

Na primeira parte, o Benfica construiu várias oportunidades, mas sem conseguir desfeitear Veludo. Acabaria por introduzir a bola na baliza errada, num lance infeliz entre Pedro Henriques e Valter Neves, naquele que seria o único golo da primeira parte.

Filipe Almeida entre três: Tomar atacou com critério, priveligiando a coesão defensiva

Na segunda parte, o Tomar recuou para procurar segurar o ímpeto encarnado. Com pleno sucesso. Aos sete minutos, num ataque rápido, Filipe Almeida serviu Ivo Silva para o 2-0, obrigando o Benfica a procurar o golo em crescente desespero...

Na pressão, as águias chegaram à nona falta aos 10 minutos e não faltaram reclamações dos locais sobre uma eventual 10ª até que foi assinalada, aos 17. Rúben Sousa desperdiçou o livre directo e o jogo prosseguia na mesma toada.

Lucas Ordoñez marcou, mas desta feita não foi suficiente

Os encarnados iam ameaçando a baliza de Francisco Veludo, que ia somando excelentes intervenções, e só a três minutos e meio do final é que chegaram ao golo. Pelo inevitável Lucas Ordoñez.

A equipa de Nuno Lopes perdeu um pouco o foco, valendo a lucidez e segurança do seu guarda-redes. No entanto, a ânsia encarnada de chegar à igualdade redundou numa 15ª falta. E, pouco depois, num azul. Nos dois livres directos, Alexandre Marques ("Xanoca") e Hernâni Diniz conseguiram dois golos e mataram o jogo.

Dois livres directos permitiram ao Tomar "disparar" para 4-1

Faltavam jogar dois minutos. E faltava esclarecimento ao Benfica. Com menos um por azul a Nicolía, Anderson Nery faria o 5-1. As águias não conseguiriam melhor que reduzir, de livre directo, a poucos segundos do fim, sendo indisfarçável alguma tensão entre os jogadores após o apito final.

Depois de uma entrada em falso em 2021, com uma derrota no Dragão Arena, o Benfica não conseguiu somar o quarto triunfo consecutivo, perdendo também o embalo anímico da vitória no jogo anterior, no João Rocha.

Anderson Nery apontou o quinto golo dos nabantinos, que sentenciou definitivamente a partida

Por outro lado, o Tomar venceu pela quinta vez em outros tantos jogos neste novo ano, o quarto para o Campeonato. Uma performance apenas superada pelo Porto, que realizou mais um jogo na prova.

Os nabantinos são agora quintos, em igualdade pontual com a Oliveirense, que tem menos dois jogos. E estão a apenas dois pontos do Benfica, ainda que as águias tenham mais um jogo em atraso.

Riba d'Ave regressa às pistas com vitória

Em Riba d'Ave, depois da necessária pausa por casos positivos de SARS-CoV-2 e isolamento profiláctico, a equipa de Raul Meca regressou com um triunfo sobre o Famalicense, por 5-2.

Pese somar seis faltas com apenas três minutos e meio cumpridos, o Riba d'Ave manteve o discernimento e aos oito minutos vencia por 2-0, com golos de Dinis Abreu e João Pedro. "Juanjo" reduziu de livre directo, mas Dinis Abreu e Miguel Fortunato ampliaram para 4-1 ainda na primeira parte. Logo no arranque da segunda, João Pedro fez o 5-1 que obrigava o Famalicense a correr - muito - atrás do resultado.

Pedro Mendes reduziu ainda com largos 19 minutos para jogar, mas o dérbi minhoto não veria mais golos, apesar das seis bolas paradas que ainda seriam assinaladas, num jogo que teve 10 livres directos, uma grande penalidade e seis azuis.

Apesar da vitória sobre o Famalicense, o Riba d'Ave fica em desvantagem no confronto directo com o rival concelhio, "pesando" a derrota na primeira volta por 6-1. As equipas têm os mesmos 15 pontos, mas é o Riba d'Ave que continua - com Turquel e Os Tigres - abaixo da linha de água.

18ª Jornada

• Juventude de Viana 3-4 Braga

• Porto 8-6 Óquei de Barcelos

• Os Tigres 2-1 Valongo

• Tomar 5-2 Benfica

• Riba d'Ave 5-2 Famalicense

• Sanjoanense vs. Oliveirense • 10.Mar • 20h30

• Sporting vs. Turquel • adiado

Classificação

1º Óquei de Barcelos (42 pontos, 18 jogos), 2º Porto* (41), 3º Sporting*** (33), 4º Benfica** (32), 5º Tomar* (30), 6º Oliveirense**** (30), 7º Valongo** (21), 8º Juventude de Viana* (19), 9º Braga (16), 10º Sanjoanense** (16), 11º Famalicense** (15), 12º Riba d’Ave** (15), 13º Turquel* (10), 14º Os Tigres* (10)

* menos um jogo, ** menos dois jogos

*** menos três jogos, **** menos quatro jogos

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade