Notícia

Quatro vitórias seguidas para o 'aflito' (e imberbe) Monza

Mar 23, 2021

O Monza somou, frente ao Bassano, a quarta vitória consecutiva e, anteriormente "condenado", já está na discussão pela manutenção directa. Entre Scandiano e Lodi bateu-se um recorde de golos nesta temporada. #SerieA1

Com 12 pontos conquistados em 19 jogos, a temporada do Monza estava a ser paupérrima. A equipa que na pretérita época até "desfilou" na Liga Europeia - no grupo de Porto, Noia e Biasca - e até mantinha aspirações a um lugar nos quartos-de-final antes da última jornada da fase de grupos, tardava em surgir definitivamente na presente edição da Serie A1.

Mas, de repente, com quatro vitórias em quatro jornadas, o Monza passa a somar 24 pontos e está a apenas um ponto do 10º lugar do Correggio que vale a manutenção directa. E, na penúltima jornada, o Monza recebe o Correggio...

A equipa do ex-seleccionador italiano de Sub-17 Tommaso Colamaria não falhou nas deslocações às pistas dos dois últimos da classificação, vencendo em Scandiano (1-5) e Breganze (3-6). Pelo meio, venceu o então líder Lodi por 4-2 e, nesta 23ª jornada, bateu o Bassano por 3-1.

O registo de quatro vitórias consecutivas só fora conseguido por Forte, Lodi, Trissino e Sarzana (os quatro primeiros) e ainda o Valdagno, que andou pelo topo da classificação, e é ainda mais de sublinhar com um plantel marcado pela juventude.

Na vitória sobre o Bassano, o mais "velho" no cinco inicial era Davide Nadini, que completa 22 anos em Junho. Marco Ardit, de 19 anos, inaugurou o marcador, mas Pablo Cancela repôs a igualdade ainda na primeira parte. Nadini deu o mote aos três minutos da segunda, com o 2-1, para um triunfo que seria confirmado por Andrea Borgo, que completa 18 anos em Agosto.

Para além dos autores dos golos, Colamaria contou a titulares com Matteo Galimberti (19 anos) e o guarda-redes Stefano Zampoli (21). No banco estava o capitão Matteo Zucchetti (um "velhote", nos seus 23), Pietro Lazarotto (20), Edoardo Lanaro (17) e Mirko Tognata (15!). Chamado de recurso, também para "estragar" uma inusitada média de 19 anos, foi o guarda-redes da equipa "B" Giuseppe Piscitelli, de 44 anos, que não iria a jogo.

Empates na luta pelo playoff

Na bem distinta luta pela melhor posição possível no playoff (ainda que ainda não tenha a qualificação matematicamente garantida), o Bassano sofreu a segunda derrota consecutiva e o seu 7º lugar ficou à mercê do Montebello, mas a equipa de Nuno Paiva não iria além de um empate na recepção ao Correggio. Sem golos na primeira parte, Cosimo Mattugini adiantou o Correggio, mas o atacante português repôs a igualdade e garantiu um importante ponto.

O Montebello está na última vaga para o playoff, com 36 pontos, mais sete (quando há nove em jogo) que o Sandrigo. Que também empatou.

O actual 9º classificado perdeu a oportunidade de se aproximar do Montebello, mas o ponto conquistado em Follonica, com um empate a três, é de valorizar. A equipa de Sérgio Silva virou uma desvantagem inicial e esteve a vencer por 2-1 e 3-2, mas não seguraria as vantagens. Pelo Sandrigo, os três "estrangeiros" voltaram a mostrar serviço. Cacau inaugurou, Marc Vázquez fez o 2-2 e o português Diogo Neves fez o 3-3 que ditou a divisão de pontos já nos cinco minutos finais.

Vitórias naturais e uma chuva de golos

Naturais foram os triunfos de Forte (1º), Lodi (2º) e Sarzana (4º).

O Sarzana venceu em Grosseto por 1-3, naquela que foi a quarta derrota consecutiva dos visitados, agora apanhados na classificação por um Monza de desfechos totalmente opostos.

O Forte recebeu e venceu o lanterna-vermelha Breganze por 7-1, com mais um hat-trick de Federico Ambrosio. O italo-argentino, que já se terá comprometido com o Bassano para a próxima temporada, apontou pelo menos três golos em seis dos jogos desta temporada, soma 12 nas últimas quatros partidas e um total de 41.

Por falar em golos, foi coisa que não faltou na deslocação do Lodi a Scandiano.

O Lodi venceria o penúltimo classificado sem discussão, ficando o registo final de 6-13 para a história dos grandes campeonatos esta temporada.

O total de 19 golos registados contou um cinco de Jordi Mendez e hat-tricks de Illuzzi e Compagno (do Lodi) e Josep Hernandez (Scandiano) e passa a ser recorde esta época, batendo os 16 que eram máximo comum entre Primeira Divisão (Portugal), OK Liga (Espanha) e Serie A1 (Itália).

Este 6-13 bate os 9-7 da vitória do Óquei de Barcelos sobre o Famalicense, os 15-1 do triunfo do Liceo sobre o Taradell por 15-1 e os 3-13 que o Trissino registou também em Scandiano.

Sem se esperarem tantos golos, a 23ª jornada encerra esta quarta-feira em português, com o duelo entre o Trissino de Nuno Resende, João Pinto e Caio e o Valdagno de André Centeno. O Trissino busca a sétima vitória consecutiva, ao passo que o Valdagno procura confirmar o regresso às vitórias depois do triunfo sobre o Scandiano ter colocado ponto final a uma série de nove jogos sem vencer.

23ª jornada

• Scandiano 6-13 Lodi

Monza 3-1 Bassano

Forte 7-1 Breganze

• Grosseto 1-3 Sarzana

• Montebello 1-1 Correggio

• Follonica 3-3 Sandrigo

• Trissino vs. Valdagno • 24.Mar • 20h45

Classificação

1º Forte (53 pontos / 23 jogos)

2º Lodi (51 / 23)

3º Trissino (48 / 22)

4º Sarzana (45 / 23)

5º Follonica (40 / 23)

6º Valdagno (38 / 23)

7º Bassano (37 / 22)

8º Montebello (36 / 23)

9º Sandrigo (29 / 23)

10º Correggio (25 / 23)

12º Monza (24 / 23)

11º Grosseto (24 / 23)

13º Scandiano (5 / 23)

14º Breganze (1 / 23)

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade