Notícia

Golo solitário dá vitória às àguias e adia decisão bracarense

Mar 29, 2021

O Benfica venceu em Braga com um golo solitário de Diogo Rafael. Consolidando o seu quarto lugar, complica as contas de manutenção do Braga, adiadas para a próxima (e última) jornada... daqui a três semanas. #PrimeiraDivisão

Um golo de Diogo Rafael a oito minutos do intervalo desequilibrou o marcador entre Braga e Benfica, na luta por objectivos bem distintos.

Os bracarenses lutam pela manutenção, que poderiam garantir desde já se tivessem vencido as águias. E tentaram contrariar o favoritismo contrário, mesmo com o capitão Ângelo Fernandes visivelmente condicionado.

Condicionado, Ângelo Fernandes jogou poucos minutos e faltou-lhe a eficácia nas bolas paradas de outras partidas.

Como noutras partidas, o Benfica, a tentar um quarto lugar que lhe dará vantagem casa no duelo nos "quartos" com a Oliveirense, assumiu o jogo, mas raramente colocou à prova o guarda-redes adversário. Leonardo Pais, atento, negou tudo, inclusivamente uma grande penalidade a Edu Lamas, ainda com o resultado a zero, e outra a Lucas Ordoñez. Só mesmo Diogo Rafael fez balançar a rede...

Diogo Rafael marcou o único golo da partida.

"Leo" reforçou este ano o Braga e este jogo teve a particularidade de o colocar em confronto com um colega de posto específico e ex-colega de selecção. Em 2012, Pedro Henriques e Leonardo Pais foram os guarda-redes chamados pelo então seleccionador Rui Neto à Taça Latina de Vilanova i la Geltrù. Portugal seria segundo, atrás da Espanha, mas fortalecia um grupo que contava com os agora campeões do Mundo Gonçalo Alves, Hélder Nunes, Henrique Magalhães, João Rodrigues e Rafa.

Miguel Vieira regressou a um palco que conhece bem. Rampulla regressou à casa que foi sua na pretérita temporada.

Regressando ao presente e às Goladas, Pedro Henriques teve menos trabalho do que Leonardo, mas foi chamado a garantir o nulo adversário. Em dois livres directos e uma grande penalidade, viu por duas vezes a bola rematada com violência por Ângelo Fernandes embater com estrondo no "barrote". O Braga tentaria tudo e atacou com cinco no último minuto do jogo, mas o esforço dos pupilos de Tó Neves seria inglório. O semblante carregado e as lágrimas no rosto de alguns espelhavam a frustração bracarense.

O triunfo por 0-1 é a terceira vitória consecutiva das águias, igualando a melhor série de vitórias pela quarta vez na época. Uma partida de um golo, iguala o mínimo do jogo entre Valongo e Juventude de Viana (venceram os valonguenses) de 27 de Fevereiro. O Benfica ficara-se por apenas um golo na terceira jornada, no empate a um com o Sporting, ficando em branco na recepção ao Riba d'Ave.

Para a última jornada, que se disputará apenas a 17 de Abril, depois da pausa pascal e da pausa para a fase preliminar da Liga Europeia, fica adiado o encerramento de contas, quer dos lugares de play-off, quer da manutenção.

25ª jornada

Sporting 4-3 Tomar

Porto 8-1 Os Tigres

• Juventude de Viana 3-7 Sanjoanense

Óquei de Barcelos 5-3 Oliveirense

• Riba d'Ave 3-4 Valongo

Turquel 4-2 Famalicense

• Braga 0-1 Benfica

Classificação

1º Porto (63 pontos / 25 jogos)

2º Óquei de Barcelos (60 / 25)

3º Sporting (56 / 24)

4º Benfica (52 / 25)

5º Oliveirense (48 / 24)

6º Tomar (36 / 24)

7º Valongo (30 / 24)

8º Sanjoanense (26 / 25)

9º Juventude de Viana (26 / 25)

10º Famalicense (23 / 25)

11º Braga (23 / 25)

12º Turquel (21 / 25)

13º Riba d'Ave (18 / 25)

14º Os Tigres (10 / 25)

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade