Notícia

Trissino cai nos penáltis e Bassano defronta Lodi nas 'meias'

May 09, 2021

Ao segundo jogo, Lodi e Bassano carimbaram a passagem ás meias-finais e têm encontro marcado para dia 15. O Bassano deixa pelo caminho o Trissino, equipa mais portuguesa de Itália, com um triunfo nas grandes penalidades. #SerieA1

O Trissino está fora da corrida ao título. Depois de uma derrota em Bassano por 6-3, a equipa de Nuno Resende, João Pinto e Caio estava obrigada a vencer para levar a decisão da série a um terceiro jogo, mas cairia nas grandes penalidades.

João Pinto, capitão da armada de Resende, chamou cedo a si a responsabilidade de conduzir a equipa à vitória, inaugurando o marcador aos seis minutos. Mas Marc Coy restabeleceu a igualdade aos 10. Seria um duelo particular que viria a decidir o jogo nas grandes penalidades.

Antes, Sergio Festa adiantou o Bassano ainda na primeira parte, mas, logo após o recomeço, João Pinto repôs a igualdade... ainda que por pouco tempo.

Pablo Cancella, herói "bassanese" da primeira partida, fez o 2-3. E faria o 3-4 também, mas Andrea Malagoli anulou a vantagem da equipa de Roberto Crudeli nas duas ocasiões. O 4-4 persistiria mais de 13 minutos no tempo regulamentar e todo o prolongamento.

Nas primeiras cinco grandes penalidades para cada lado, marcaram apenas João Pinto e Marc Coy e Nuno Resende e Roberto Crudeli apostaram neles para um duelo do castigo máximo a fazer lembrar a decisão da final da Taça CERS de 2015. Na altura, o Sporting de João Pinto foi mais feliz que o Reus de Marc Coy. Mas, desta vez, foi o catalão que terminou a sorrir.

Coy, que em Portugal representou o Benfica, disparou primeiro. E marcou. E João Pinto também. Depois, Coy falhou... mas João Pinto também. À terceira, voltou a marcar o catalão e voltou a marcar o português. Parecia estar para durar...

Na quarta grande penalidade para além das primeiras cinco, Marc Coy voltou a marcar, mostrando uma eficácia anormal, com um total de quatro golos em cinco oportunidades perante o também catalão Adria Català. João Pinto, perante um Davide Pertigato chamado como "joker" para acabar com a lotaria, não conseguiu marcar e o Bassano fez a festa do apuramento.

Já em Lodi não houve tanta emoção, com a equipa de "Gigi" Bresciani a confirmar o favoritismo sobre o Correggio. Os vice-campeões italianos e recentes vencedores da Taça de Itália "arrumaram" a série com um claro triunfo por 7-0.

Dois golos de "Checco" Compagno e um de Jordi Mendez decidiram praticamente a contenda logo na primeira parte. Na segunda, o catalão assinaria mais três golos, um deles no primeiro minuto e dois em cinco minutos finais que veriam o resultado disparar de 4-0 para 7-0. Elia Cinquini fechou as contas.

Este domingo, será a vez de Forte e Follonica procurarem desde já o apuramento para as meias-finais. Cabe a Montebello e Sarzana adiarem a decisão para um terceiro jogo. Lodi e Bassano defrontar-se-ão nas meias-finais, que arrancam já dia 15.

Quartos-de-final - Jogo 1

• Correggio 2-5 Lodi [0-1]

Bassano 6-3 Trissino [1-0]

• Montebello 2-5 Forte [0-1]

Follonica 5-4 Sarzana (3-3, 2-1 gp) [1-0]

Quartos-de-final - Jogo 2

Lodi 7-0 Correggio [2-0]

• Trissino 7-8 Bassano (4-4, 3-4 gp) [0-2]

• Forte vs. Montebello • 9.Mai

• Sarzana vs. Follonica • 9.Mai

Quartos-de-final - Jogo 3 (se necessário)

• Forte vs. Montebello • 12.Mai

• Sarzana vs. Follonica • 12.Mai

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade