Notícia

Carles Grau é o escolhido do Barcelona

Feb 22, 2022

Terminando a sua ligação contratual ao Liceo, Carles Grau ocupará na próxima temporada a vaga de Aitor Egurrola no Barcelona. Será um regresso, 12 anos depois, para herdar a pesada camisola de 'Pulpo'. #Mercado #OkLiga

Há 12 anos que não havia mexidas na baliza do Barcelona. Em 2010, Ferran Pujalte chamou Sergi Fernandez, que conhecia do Vic, para ser fiel escudeiro do indiscutível Aitor Egurrola e os dois guarda-redes cresceram numa saudável gestão e alternância para serem um exemplo único - e de excelência - no Hóquei em Patins.

A presente temporada será a última de Aitor Egurrola entre os postes blaugrana e, na decisão de manter a sã concorrência pela titularidade, o Barcelona escolheu Carles Grau, hipótese adiantada pelo HóqueiPT.

Campeão do Mundo em 2013 com Guillem Trabal e Campeão da Europa em 2022 ao lado de Xavier Maliàn, seu sucessor nos dragões e seu antecessor no Liceo, Carles Grau completa 32 anos em Março e ganhou um novo elã no seu regresso à OK Liga.

A notícia da não renovação de Grau pelo Liceo acentuou os rumores que o ligavam ao Barcelona. E o acordo é já uma realidade.

Carles Grau é natural de Lloret, e ali cumpriu o seu percurso formativo. Em 2008, ainda júnior, "saltou" para o Barcelona, mas não se afirmou na sempre complicada transição para sénior (na sombra de Egurrola e do mais experiente Octaví Tarrés) e saiu para o Vendrell, aposta de Guillem Cabestany na sua primeira temporada como treinador na OK Liga.

O agora seleccionador espanhol "perdeu" Grau para o Vic depois de apenas uma temporada, mas continuaria a acompanhar a carreira do guarda-redes. Vencedor da Taça do Rei (e MVP) em 2015 e presente na Final Four da Liga Europeia no mesmo ano com uma equipa que contava, entre outros, com Ferran Font, Grau foi chamado por Cabestany para o Porto em 2016, para três temporadas de azul-e-branco.

Findo o contrato com os dragões em 2019, "trocou" com Maliàn. No Liceo, viveu um ano de 2021 quase perfeito. O Barcelona não deixou escapar a conquista da OK Liga, mas o Liceo foi vice-campeão, com Grau como baluarte na defesa menos batida da prova. E "fechou a porta" aos blaugrana para garantir o triunfo de "los verdes" na Taça do Rei (foi MVP) e na Supertaça, reclamando a Cabestany um lugar na selecção espanhola que conquistaria - com mais uma grande exibição de Grau na final - o Europeu em Paredes.

Do Liceo para o Barça

Durante muitos anos, em particular com jogadores argentinos, o Liceo foi o filão mais explorado pelo Barcelona. No actual plantel, restam dois exemplos dessa estratégia de ataque ao mercado,

Matías Pascual trocou o Liceo pelo Barcelona em 2013 (apenas Sergi Panadero e Sergi Fernandez estão de blaugrana há mais anos) e Pau Bargalló seguiu-lhe o caminho em 2016 e são os únicos que representaram o Liceo no passado.

Recorde-se que Ignacio Alabart, apesar de ser o único galego do plantel, nunca representou aquela que é a mais histórica equipa da Galiza.

O "novo" Barcelona

Para além de Aitor Egurrola, também Sergi Fernandez, Sergi Panadero e Nil Roca terminam contrato com o Barcelona no fim desta temporada.

Sergi Fernandez e Sergi Panadero deverão renovar, Aitor Egurrola termina (a brilhante) carreira e Nil Roca reforçará o Benfica. Se a saída de Egurrola será colmatada com a chegada de Carles Grau, a partida de Roca poderá - tal como aconteceu com Pablo Alvarez - não ser suprimida no mercado.

Com os portugueses Hélder Nunes e João Rodrigues e Alabart, Llorca, Panadero, Pascual, Pau Bargalló e os guarda-redes Carles Grau e Sergi Fernandez, poderá ser chamado aos jogos um dos jogadores que actualmente evoluem na equipa "B" blaugrana, como Kyllian Gil ou Oriol Llenas, ambos com 19 anos, e que esta temporada já mereceram chamada de Edu Castro.

Por outro lado, a continuidade de Edu Castro, que completa cinco anos no comando técnico e termina contrato, permanece uma total incógnita...

Martí Serra desejado na Corunha

Dada a saída de Carles Grau, o "La Opinión" refere esta terça-feira que o sucessor já está escolhido. Martí Serra, de 25 anos, deverá chegar do Lleida.

Internacional espanhol em todos os escalões, Martí esteve no último Europeu como terceiro guarda-redes (foi apenas chamado ao jogo com a Alemanha) depois de uma boa primeira época ao serviço do Lleida, culminada com a conquista da Taça WSE e um 5º lugar na OK Liga.

Formado no Vic, deu um "passo atrás" em 2017 para a OK Liga Plata, sendo decisivo na promoção do Calafell à categoria máxima. Depois de duas temporadas de afirmação na OK Liga rumou ao Lleida.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade