Notícia

Liceo consolida ameaça

Mar 07, 2022

O Barcelona aponta ao nono título consecutivo, mas o Liceo tem mostrado que pode ser um obstáculo complicado de ultrapassar. Este fim-de-semana venceu categoricamente por 3-1, no terceiro triunfo 'verde' nos últimos quatro Clássicos. #OkLiga

O Barcelona é um gigante com um palmarés inigualável. Em 2021 conquistou o seu oitavo título consecutivo, num total de 32 em toda a história, 22 nos últimos 24...

A equipa orientada por Edu Castro procura esta temporada um nono título consecutivo, mas o regresso do play-off pode complicar as aspirações aos portugueses João Rodrigues e Hélder Nunes.

Este fim-de-semana, na 20ª jornada, o Barcelona somou a primeira derrota depois de 17 vitórias e um empate. Os blaugrana têm o melhor ataque e a melhor defesa e, numa liga regular, dificilmente deixariam escapar o triunfo final.

No entanto, da distante Galiza, a confiança dos catalães tem sido abalada.

Este sábado, o Liceo venceu por 3-1 e foi claramente melhor do que um Barcelona em que o guarda-redes Sergi Fernández evitou o que poderia ser uma goleada.

Não houve golos na primeira parte, com "Xenxo" a ganhar os dois duelos de livre directo que teve com Alex Rodriguez. Na segunda, o capitão dos galegos, Dava Torres, liderou por exemplo, inaugurando o marcador aos três minutos num belo gesto técnico.

O Barcelona procurou reagir, mas a superioridade "verde" foi quase confrangedora. César Carballeira (galego de nascimento como Dava), teve caminho aberto para contornar a baliza adversária e ampliar aos 19. Marc Grau fez o terceiro já dentro do último minuto, cabendo a João Rodrigues, com 15 segundos para jogar, evitar uma derrota sem golos...

Passado recente sorri ao Liceo

Ninguém ganha sempre, mesmo que uma derrota do Barcelona seja sempre uma excepção que confirma a regra. Mas, frente ao Liceo, nestas duas últimas temporadas, a regra tem sido favorável aos galegos.

Na pretérita temporada, o Liceo venceu no Palau (3-4), mas foi derrotado no Riazor (3-7) num jogo que praticamente deixou o título entregue aos blaugrana. O embate para a Liga Europeia, no Luso, deu empate a dois e acabaria por ditar o afastamento das duas equipas da desejada Final Four. Mais tarde, "los verdes" venceram por 3-2 na decisão da Taça do Rei e fecharam a temporada com chave de ouro e a sua 10ª conquista na prova, 17 anos depois.

O desfecho repetiu-se na decisão da Supercopa, já na nova temporada, com a equipa de Juan Copa a erguer pela terceira vez o troféu. Já para a OK Liga, o Liceo cedeu por margem tangencial no Palau Blaugrana. Mas agora venceu por 3-1.

Nestas duas épocas, são sete jogos, com quatro vitórias do Liceo, duas do Barcelona e um empate. Mesmo que os blaugrana não deixem escapar a vantagem de cinco pontos - e consequente "factor casa" no play-off - que tem ao cabo de 20 jornadas, o cenário não será totalmente desanimador para o Liceo e demais rivais - com Noia e Reus à cabeça - do Barcelona.

Campeão em 2013

O Liceo procura esta temporada o seu oitavo título na OK Liga, datando o último de 2013, 20 anos depois do anterior.

"Los verdes" terminaram uma liga regular de 30 jornadas com 76 pontos, mais um do que o Barcelona, e nesses heróis de 2013, há vários nomes que serão familiares aos adeptos portugueses.

Há nove anos, às ordens do argentino Carlos Gil, sagraram-se campeões Xavi Maliàn (agora no Porto), Edu Lamas e Lucas Ordoñez (Benfica), Toni Pérez (Sporting), Matías Pascual (Barcelona) ou o capitão Jordi Bargalló (ex-Oliveirense).

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade