Notícia

Três apurados e Tomar na 'pole' para a última vaga

Mar 27, 2022

Sobra uma vaga na Final Four da Liga Europeia, depois de Trissino, Valongo e Sarzana terem carimbado este sábado o apuramento. O Tomar venceu o Lodi e adiantou-se, mas a decisão só acontecerá na derradeira jornada. #LigaEuropeia

A Final Four da Liga Europeia, que se realizará em Torres Novas a 14 e 15 de Maio, já tem definidos três dos quatro protagonistas. Trissino, Valongo e Sarzana garantiram o apuramento este sábado, mas terão de esperar pela derradeira jornada para saberem se terão a companhia de Tomar ou Lodi e quem defrontarão. O Tomar venceu na recepção ao Lodi e está melhor colocado.

A equipa de Nuno Lopes, obrigada a vencer (embora o empate não a deixasse já fora da luta...), adiantou-se com um golo madrugador do capitão Ivo Silva numa entrada vigorosa na partida, com Tomás Moreira e Rúben Sousa no cinco inicial.

Lucas Honório agitou o ataque tomarense e veria o seu esforço recompensado de grande penalidade.

Os tomarenses - que contaram alguns minutos com o regresso de Filipe Almeida, a recuperar de intervenção cirúrgica - mantiveram a pressão e, depois de momentos de jogo mais divididos, foram criando mais oportunidades com a entrada do "rebelde" Lucas Honório. E o campeão da Europa de Sub-19 elevaria para 2-0, de grande penalidade, antes do descanso.

Para a segunda parte, o Lodi entrava com nove faltas, mas sem receio. E, em seis minutos, esfumava-se a vantagem tomarense. Alberto Greco respondeu da melhor maneira ao passe de Enric Torner logo no primeiro minuto e o próprio "maestro" catalão, que pauta todo o jogo da equipa de "Gigio" Bresciani, transformou uma grande penalidade no 2-2.

Enric Torner fez a assistência para o primeiro e assinou o segundo do Lodi.

O Tomar teve logo de seguida oportunidade para voltar a desequilibrar o marcador, mas, em novo castigo máximo, Lucas Honório não conseguiu voltar a bater Valentin Grimalt. Mais eficaz seria Tomás Moreira, de livre directo depois de azul a Alberto Greco, minuto e meio depois, fazendo o 3-2.

A equipa italiana acusou o golo e, mais curta na sua rotação, sucumbiu a uma continuada pressão da equipa da região do Médio Tejo. Aos 10 minutos, num lance com alguma sorte à mistura, Caio ampliava para 4-2.

Tomás Moreira bateu Valentin Grimalt de livre directo duas vezes.

O Lodi, quase sempre limitado às movimentações dos diferenciados Torner e Jordi Mendez, ia criando algum perigo, mas Francisco Veludo evitaria que houvesse novo golo italiano.

Já nos 10 minutos finais, o Lodi chegava à 10ª falta e Tomás Moreira não enjeitou a oportunidade para voltar a marcar. Algo que o artilheiro da Serie A1, Jordi Mendez, um minuto volvido, não conseguiria perante Veludo, na 10ª falta tomarense. E, ainda com muitos minutos para jogar, numa exibição pouco conseguida, o Lodi baixava definitivamente os braços...

Adeptos italianos marcaram presença, mas não regressaram com o resultado desejado.

Em Itália, o Trissino garantiu a presença na Final Four com um tangencial, mas suficiente, triunfo sobre o La Vendéenne por 2-1. João Pinto inaugurou o marcador ainda não estavam decorridos três minutos e Andrea Malagoli ampliou no quinto minuto da etapa complementar. Facundo Alminana reduziu, mas a equipa dos portugueses Duarte Delgado, Marcos Pinto e dos guarda-redes Luís Mateus e "Carlitos" Silva não evitou a derrota.

No entanto, a formação francesa deixou o alerta ao Tomar. Na derradeira jornada, a equipa de Nuno Lopes desloca-se a França e estará na Final Four se empatar. Se perder, e o Lodi vencer na recepção ao Trissino, os tomarenses ficam à porta, sem direito a entrada na Final Four...

No entanto, do oito ao oitenta, o Tomar até pode terminar em 1º e evitar o confronto com o Valongo. "Bastará" vencer e esperar que o Trissino não faça o mesmo em Lodi.

Grupo B decidido

No grupo B, o favoritismo dos visitados nesta penúltima ronda indiciava que pudessem desde já selar a presença na Final Four.

O Valongo carimbou um apuramento histórico para o decisivo fim-de-semana, mas também o 1º lugar.

Em 2º, e também apurado para a Final Four, ficará o Sarzana, a viver os melhores anos da sua história. Sob a batuta de Alessandro Bertolucci, chegara a duas finais da Taça WSE e a uma final da Coppa Italia e agora, às ordens do irmão Mirko - que anunciou este como o seu último jogo europeu sobre os patins - garante uma inédita presença na Final Four da Liga Europeia.

Na recepção ao Coutras, num jogo marcado pelas expulsões de Toni Seró (acumulação de azuis) e de Emiliano Chiconi, o Sarzana chegou ao intervalo empatado a um, mas disparou na etapa complementar para uma vantagem de 4-1, merecendo destaque o bis de Pol Galbas.

Mesmo com dois expulsos, os franceses ainda reduziram até à desvantagem mínima com quatro minutos para jogar, mas o próprio Mirko selou a vitória - e o apuramento e a sua despedida internacional - com o 5-3 final.

Grupo A

• La Vendéenne 2-5 Trissino • 23.Out

• Lodi 4-4 Tomar • 23.Out

Trissino 2-1 Lodi • 11.Dez

Tomar 2-0 La Vendéenne • 11.Dez

Lodi 4-1 La Vendéenne • 29.Jan

• Tomar 3-3 Trissino • 29.Jan

• La Vendéenne 2-3 Lodi • 12.Fev

• Trissino 4-4 Tomar • 12.Fev

Tomar 5-2 Lodi • 26.Mar

Trissino 2-1 La Vendéenne • 26.Mar

• Lodi vs. Trissino • 9.Abr

• La Vendéenne vs. Tomar • 9.Abr

Classificação: 1º Trissino (11 pontos), 2º Tomar (9), 3º Lodi (7), 4º La Vendéenne (0)

Grupo B

• Diessbach 1-5 Valongo • 23.Out

• Coutras 4-5 Sarzana • 23.Out

Valongo 4-1 Coutras • 11.Dez

Sarzana 7-4 Diessbach • 11.Dez

• Coutras 4-6 Diessbach • 29.Jan

• Sarzana 6-6 Valongo • 29.Jan

Diessbach 3-1 Coutras • 12.Fev

Valongo 4-0 Sarzana • 12.Fev

Sarzana 5-3 Coutras • 26.Mar

Valongo 5-2 Diessbach • 26.Mar

• Coutras vs. Valongo • 9.Abr

• Diessbach vs. Sarzana • 9.Abr

Classificação: 1º Valongo (13 pontos), 2º Sarzana (10), 3º Diessbach (6), 4º Coutras (0)

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade