Notícia

«Tivemos a cabeça fria para aguentar e levar o jogo a penáltis»

May 17, 2022

«Apresentamos Stefano Zampoli, guarda-redes do Trissino, o treinador Alessandro Bertolucci, e aqui, presente na sala, está todo o plantel da nova equipa campeã da Europa!» #Video #LigaEuropeia

O adjunto Mirco De Girone fez de mestre de cerimónias. "A nova equipa campeã da Europa!", exultou, despoletando o festejo do plantel do Trissino na sala de imprensa, liderados pelo capitão português João Pinto.

Serenados os ânimos (e seco o telemóvel do "mister"), falou primeiro o guarda-redes Stefano Zampoli, elevado a herói depois de defender três de quatro grandes penalidades.

Zampoli manteve a equipa no jogo e o Trissino chegou ao 4-4 com seis minutos para jogar e - mesmo faltando apenas duas faltas ao Valongo para a 10ª - abdicou de atacar e de procurar contactos. A equipa geriu esses minutos, mais os 10 do prolongamento, e confiou no seu "muro". "Os treinadores têm de saber os jogadores que têm na equipa e eu sei que tenho um guarda-redes que nas grandes penalidades é muito forte", diria Bertolucci. E o seu "muro", de 22 anos, ex-guarda-redes de um Monza das lutas pela manutenção, correspondeu.

Zampoli já dera bons sinais durante a segunda parte do tempo regulamentar, não tremendo perante Facundo Navarro em dois livres directos. Curiosamente, seria o jovem argentino do Valongo o único a lograr bater nas grandes penalidades o guarda-redes italiano , que defenderia os remates de Diogo Abreu, Rafael Bessa e Rúben Pereira.

"É um sonho realizado, mas também queremos ganhar a Serie A1", ambiciona o guarda-redes. Nos momentos prévios à conferência de imprensa, pediu-se a chamada de Zampoli à "squaddra azzurra". O pedido não ficou registado por em vídeo, mas terá chegado aos ouvidos do seleccionador... não estivesse Alex Bertolucci também na mesa, ao lado do guardião formado no Prato.

Alex voltou a vencer a Liga Europeia 16 anos depois. Novamente por uma equipa italiana, depois do Follonica em 2006, novamente em Torres Novas, e mais uma vez com a particular emoção de ter presente o irmão (que também jogava naquele histórico Follonica), o pai e a mãe.

O treinador do Trissino deixou elogios à cabeça fria da equipa numa partida muito equilibrada, referindo que, pela forma como jogou, o Valongo também mereceria ganhar.

No futuro, regresso a Torres Novas para mais Final Fours? "Assino já", disse Alex sem hesitar.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade