Notícia

Baralha e volta a dar: um ano depois, os mesmos quatro

May 27, 2022

Um ano depois, os protagonistas nas 'meias' são os mesmos, mas, agora, com o Porto a defrontar o Óquei de Barcelos e o Sporting a medir forças com o Benfica. No primeiro jogo, há dupla lisboeta no Porto e dupla portuense em Lisboa. #PrimeiraDivisão

Há um ano, nas meias-finais do play-off, o Porto defrontava o Benfica e o Sporting tinha pela frente o Óquei de Barcelos. À melhor de cinco, os dragões viraram uma desvantagem de dois jogos (perderam os dois primeiros no Dragão Arena) para chegarem à final na "negra", ao passo que os leões "despacharam" a contenda em apenas três partidas.

Um ano depois, as cartas são as mesmas, mas baralha-se e volta a dar. O Porto defronta o Óquei de Barcelos e o Sporting tem um (vários...) dérbi eterno com o rival da Segunda Circular, Benfica.

Há um ano, nas "meias", o Porto eliminou o Benfica e o Sporting eliminou o Óquei de Barcelos. Os leões triunfariam na final.

Depois do terceiro título nacional do Lourenço Marques, em 1973, apenas o Valongo, com o seu triunfo em 2014, se intrometeu entre os agora quatro semifinalistas no palmarés do Campeonato Nacional. Contam-se, depois de 1973, quatro títulos dos galos, oito títulos dos leões, 12 títulos das águias e 23 dos dragões. 37 títulos em 38 edições concluídas.

Agora, o lugar na final discute-se num prazo de 16 dias, havendo um hiato maior entre o primeiro jogo (este fim-de-semana) e o segundo (só no fim-de-semana seguinte) - por lapso, Nuno Resende foi questionado com o facto do Benfica receber sempre o Sporting a meio da semana, o que não se verificará -, mas depois havendo a possibilidade de quatro jogos em nove dias entre equipas que se conhecem bem. Os duelos, agora no play-off, reeditam confrontos que aconteceram nas três provas oficiais em que as equipas se inscreveram: na fase regular do Campeonato, na Taça de Portugal e na Elite Cup.

Porto vs. Óquei de Barcelos

Entre dragões e galos há um saldo de duas vitórias para cada lado.

O Óquei de Barcelos venceu na final da Elite Cup por 6-3, erguendo o primeiro título oficial da temporada, e os dragões triunfaram nas meias-finais da Taça de Portugal, que viriam a conquistar, por 8-7, com direito a "tudo". Depois de um 2-2 no final do tempo regulamentar, deu 1-1 no prolongamento e 2-2 na primeira série de cinco grandes penalidades, e a contenda foi decidida entre Luís Querido e Gonçalo Alves, com Tiago Rodrigues a defender o decisivo penálti.

Pelo meio, para o campeonato, uma vitória tangencial para cada lado, ambas marcadas pela polémica. O Porto venceu, logo na primeira jornada, no Dragão por 4-3 e os barcelenses insurgiram-se contra a arbitragem de Miguel Guilherme e João Duarte, ao passo que o Óquei de Barcelos venceu no Municipal por 5-4 e o Porto insurgiu-se contra a arbitragem de Sílvia Coelho (e particularmente com uma decisão desta perto do final) e Rui Torres.

Agora, de regresso ao Dragão Arena, a arbitragem volta a ser da dupla lisboeta constituída por João Duarte e Miguel Guilherme, destacando-se João como o primeiro árbitro a chegar aos três jogos neste play-off.

Sporting vs. Benfica

Entre os velhos rivais, já houve também quatro partidas e há também igualdade no saldo de vitórias.

O Sporting venceu os primeiro e último duelos, triunfando na Elite Cup, na disputa por um insonso 5º lugar, por 5-3, e na penúltima jornada da fase regular, no João Rocha por 4-2. O triunfo dos leões na sua casa perante as águias poderá parecer um resultado normal, mas encerra em si um significado particular. De facto, há 34 anos que o Sporting não vencia o Benfica para o Campeonato Nacional como visitado. O que, neste play-off, será determinante...

Pelo meio, duas vitórias para as águias. A equipa de Nuno Resende venceu a equipa de Paulo Freitas nos dois duelos na Luz, na primeira volta da fase regular por 4-3 e nos quartos-de-final da Taça de Portugal, na Luz, por 4-1.

Ao quinto duelo, haverá dupla portuense no João Rocha. A Pedro Silva, melhor árbitro na pretérita temporada, junta-se Joaquim Pinto, que esta época é chamado à I Divisão apenas pela 16ª vez. Presença assídua nas decisões, Joaquim Pinto teve, até ao momento, 12 colegas a arbitrar mais jogos do que ele na categoria máxima.

Paralelamente, e antecipando o fecho desta eliminatória entre águias e leões, marcará o fim de temporada de uma das equipas e o início de um defeso que se prevê de novidades. No Sporting, as mudanças serão na estrutura técnica, com Quim Paüls a assumir a coordenação, sendo Alejandro Dominguez apontado ao lugar que é, desde Março de 2017, de Paulo Freitas. Já no Benfica, haverá mexidas no plantel. Chegarão Bernardo Mendes (Valongo), Nil Roca (Barcelona) e Roberto Di Benedetto (Liceo), mas as saídas são uma incógnita.

Entre outros dossiers, Carlos Nicolia anunciou em Dezembro que esta seria a sua última temporada nas águias, mas o papel que tem desempenhado na equipa (marcou, por exemplo, nos últimos sete jogos) podem levar a volte-face. "Podem" porque, apesar de um muito propalado acordo para renovação - dado como certo em alguns círculos -, ainda não foi apresentada qualquer proposta ao atacante argentino.

Meias-finais

• Porto vs. Óquei de Barcelos • 28.Mai • 15h • João Duarte e Miguel Guilherme

• Sporting vs. Benfica • 29.Mai • 15h • Joaquim Pinto e Pedro Silva

• Óquei de Barcelos vs. Porto • 4.Jun • 21h30

• Benfica vs. Sporting • 4.Jun • 20h30

• Porto vs. Óquei de Barcelos • 7.Jun • 20h

• Sporting vs. Benfica • 7.Jun • 20h

• Óquei de Barcelos vs. Porto • 10.Jun • 21h30 (se necessário)

• Benfica vs. Sporting • 10.Jun • ??? (se necessário)

• Porto vs. Óquei de Barcelos • 12.Jun • 15h (se necessário)

• Sporting vs. Benfica • 12.Jun • ??? (se necessário)

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade