Notícia

Benfica na final

May 23, 2015

O Benfica venceu o Barcelos por 2-3 e apurou-se para a Final Four da Taça de Portugal. Numa partida emotiva, os encarnados só conseguiram dar a volta a seis minutos e meio do final.

Frente à equipa que mais complicações lhe colocou no campeonato, o Benfica voltou a sentir dificuldades. Com uma numerosa e entusiástica falange de apoio, o Barcelos nunca temeu o novo campeão nacional e adiantou-se no marcador aos cinco minutos. Valter Neves infringiu com o stick em altura e, de grande penalidade, Luís Querido bateu Trabal.

Os encarnados tentavam assumir o jogo mas o domínio era sempre dividido com os barcelenses, que criavam mesmo as melhores oportunidades. Ainda assim, João Rodrigues, melhor marcador das águias no Nacional, fez a igualdade.

Estavam decorridos nove minutos na primeira parte e o empate perduraria até ao intervalo, num bom jogo de hóquei ainda que faltassem golos às oportunidades criadas.

Na etapa complementar, o Barcelos voltou a ser mais eficaz no arranque. Com pouco mais de três minutos cumpridos, João Guimarães colocou novamente os barcelenses na frente. Pouco depois, o Benfica dispunha do livre directo a castigar a 10ª falta adversária mas Carlos Nicolía – apagado – não aproveitou. Quem aproveitou foi Tiago Rafael. Numa jogada de insistência, com alguma complacência da defensiva à frente de Ricardo Silva, o ex-Barcelos restabeleceu a igualdade com 17 minutos e meio para o apito final.

A partida seguia equilibrada, com oportunidades junto da baliza de Ricardo e Trabal, e uma tensão crescente com o passar do tempo. Á 10ª falta do Benfica, Luís Querido não conseguiu voltar a bater o guardião catalão. Do outro lado, João Rodrigues bisou e colocou o Benfica pela primeira vez na frente do marcador, a menos de seis minutos e meio do final.

O Barcelos não esmoreceu e carregou até final – com uma grande exibição de Miguel Vieira - à procura do empate que não chegaria, com algumas decisões da dupla de arbitragem a deixarem os responsáveis barcelenses descontentes. No final do encontro, houve troca de palavras acalorada entre alguns jogadores mas que acabariam por ser sanadas.

A difícil e tangencial vitória garante ao Benfica a quinta presença na final nas últimas sete épocas e a possibilidade de revalidar o título conquistado em Turquel e de carimbar a desejada dobradinha.

Sala de imprensa

Jogos relacionados

OC Barcelos, SAD
2 : 3
23 Mai 15h00
SL Benfica
Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade