BIR perde sete jogos de uma vez

Por utilizar um treinador não inscrito, o BIR foi punido com derrota em sete jornadas e perde nove pontos conquistados, caindo de 6º para 11º na Zona Sul da II Divisão. Marítimo, Benfica 'B' e Alenquer 'conquistam' três pontos.

BIR perde sete jogos de uma vez

Uma participação do Comité Técnico-Desportivo da Federação de Patinagem de Portugal a 15 de Novembro expôs a utilização irregular do treinador Pedro Almeida e do adjunto João Monteiro - não estavam inscritos na federação - por parte do Biblioteca Instrução e Recreio (ou, simplesmente, BIR), levando à instauração de um processo. Mais de três meses depois, saiu o veredicto.

O BIR até estava num bom momento na Zona Sul da II Divisão, somando, nos derradeiros três jogos, duas vitórias e um empate que o colocavam num prestigiante 6º lugar, ainda que longe da luta - em que esteve o ano passado - pela subida.

Mas, após o empate a três em Vila Franca de Xira, nove pontos perdidos na secretaria levam a equipa de Valado dos Frades para junto da linha de água.

Para além das sete derrotas averbadas (três com efeito na classificação), o BIR foi também multado em 665 euros.

Em causa estão as partidas das sete primeiras jornadas frente a Sintra, Candelária, Física, Marítimo, Benfica "B", Murches e Alenquer, em que o BIR vencera três jogos, curiosamente sempre por 3-2. Na derradeira destas partidas, a expulsão de João Monteiro e a necessidade de análise da respectiva situação federativa para apuramento de castigo, terá precipitado a participação.

Com os desfechos "transformados" em derrotas por 0-10, o BIR cai para 11º, ainda acima da linha de água, com 14 pontos em 16 jogos, mas apenas com três pontos de vantagem sobre a Juventude Salesiana, que tem menos um jogo.

Será uma missão ingrata para Fábio Barqueiro, que chegara como reforço no defeso, mas pendurou os patins para assumir o comando técnico em Dezembro, após a saída de Pedro Almeida.

Nesta época, o BIR teve um ponto alto na eliminação do primodivisionário Sanjoanense (4-3) na Taça de Portugal, poucos dias volvidos sobre a mudança de treinador. Cairia depois frente ao Óquei de Barcelos (2-6).

Três pontos "caídos do céu"

Beneficiados com a "pena de derrota" do BIR foram Marítimo, Benfica "B" e Alenquer. Se os açorianos do Marítimo navegam a meio da tabela, num 8º lugar com 19 pontos em 15 jogos, já as equipas de Luís Duarte e Rui Henriques somam preciosos pontos na luta no topo da classificação.

A Zona Sul da II Divisão é liderada pelo Oeiras, com 38 pontos em 15 jogos e, agora, a companhia dos "B" do Benfica, com os mesmos 38 pontos, mas mais dois jogos. Em 3º está o Murches, com 37 pontos somados em 15 partidas, agora "apanhado" pelo Alenquer, no entanto, com mais dois jogos.

Também na luta pela subida - em que a equipa "B" do Benfica, próximo adversário do BIR, não entra - está o Candelária, com 35 pontos em 16 jogos.

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
«Se não forem atletas, que sejam excelentes seres humanos»

«Se não forem atletas, que sejam excelentes seres humanos»

A Oliveirense monopolizou as conquistas nos regionais de Aveiro e sagrou-se vice-campeã de Sub-19 no Porto. Muito do sucesso, que começou na Eurockey Cup, passa pelo trabalho de Luís Parente e do UDO Lab.