A aventura italiana de Leo

Leonardo Pais, do Braga, partirá para Itália no próximo defeso, para reforçar o Montebello num campeonato em que a decisão por estrangeiros, limitados a três por equipa, raramente recai em guarda-redes.

A aventura italiana de Leo

Leonardo Pais será reforço do Montebello na próxima temporada, embarcando numa aventura italiana em que raramente os guarda-redes estrangeiros são aposta.

Esta temporada, a Serie A1 conta apenas com três guarda-redes estrangeiros. Valentin Grimalt é inclusivamente capitão do Lodi), Adrià Català defende as redes do Bassano e Cesc Campor, que já anunciou que deixará o campeonato italiano no fim da época, é o guarda-redes do Monza.

A limitação de três estrangeiros leva, por regra, as equipas a apontarem baterias a reforços além-fronteiras para o ataque, com poucas excepções. Entre elas está um caso recente português, de Francisco Veludo, que em 2018 partiu para o Vercelli, de Sérgio Silva.

As boas exibições do internacional angolano levaram à chamada por um ambicioso Breganze, mas a crise económica que fulminou os "rossoneri", a pandemia que atingiu fortemente a Itália na "primeira vaga" e o Tomar trouxeram-no de volta a Portugal em 2020.

Agora, segue-se "Leo".

Leonardo Pais conta 31 anos e está no Braga desde 2020. Formado no Porto, onde o pai Franklim foi referência como treinador, mas também como guarda-redes, rumou a Viana do Castelo para cinco temporadas ao serviço da Juventude. Seguiram-se outras cinco épocas no Valongo antes do internacional português - ficou de prevenção no último Campeonato da Europa - chegar à cidade dos arcebispos.

Esta época, o Braga tem tido um trajecto bem mais tranquilo do que na pretérita, em que só garantiu a manutenção na derradeira jornada. Com 18 jogos disputados (menos dois do que a maioria das equipas), os bracarenses somam 23 pontos, 10 acima da linha de água e, no 9º lugar, claramente na luta por um lugar entre os oito primeiros.

Em Itália, a seis jornadas do fim da fase regular, o Montebello soma também - curiosamente - 23 pontos, mas no 10º lugar, menos seis que o 9º (Sarzana) e mais seis que o 11º (Sandrigo). A manter-se o 10º lugar, a equipa que tem o português Nuno Paiva - com 17 golos - como o seu melhor marcador, garantiria desde logo a permanência na Serie A1 e ainda iria a uma ronda preliminar, numa derradeira oportunidade para conseguir um lugar no play-off de decisão do título.

Nelson Filipe na calha

Para o lugar de Leonardo Pais, o Braga tenta o acordo com Nelson Filipe, da Oliveirense.

O experiente guarda-redes internacional português de 37 anos, campeão da Europa em 2016 e do Mundo em 2019, foi esta temporada afastado cedo por lesão, mas é um velho conhecido de Tó Neves, tendo sido orientado pelo técnico bracarense no Porto entre 2012 e 2015.

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny