Revisões da matéria dada

Depois de vitórias no jogo 1, Porto e Sporting jogam nas pistas de Óquei de Barcelos e Benfica, tentando melhor que as derrotas na fase regular. Caberá a barcelenses e águias voltar a vencer para igualar as meias-finais.

Revisões da matéria dada

Porto e Sporting garantiram, nas suas pistas, a vitória no primeiro jogo das meias-finais do play-off. Agora, uma semana volvida, procurarão dilatar essa vantagem em casa dos adversários, onde, na fase regular deste campeonato, perderam.

Entre "monstros" da capital, o Benfica venceu na recepção ao Sporting a 9 de Dezembro, naquele que seria o melhor período das águias na temporada. Foi a quarta vitória consecutiva de uma série que chegaria a 12 jogos sem perder, 11 deles com triunfos.

Águias e leões também se defrontaram na Luz para a Taça. Os encarnados venceram por 4-1.

A equipa de Nuno Resende venceu por 4-3, com o resultado a ficar apenas desequilibrado num golo de Lucas Ordoñez já nos dois minutos finais, depois do Benfica ter "deixado" escapar vantagens de 2-0 e 3-1. O dérbi terminaria com uma enorme confusão, saldada num vermelho para cada lado.

Na Luz, o jogo deste sábado será arbitrado por Rui Torres e Sílvia Coelho.

Será apenas a terceira vez que os dois juízes farão dupla na presente edição do Campeonato Nacional da I Divisão. Depois de terem apitado a visita do Paço de Arcos a Braga na primeira jornada, a segunda parceria fez correr muita tinta, com sonora contestação azul-e-branca. Foi no jogo entre Óquei de Barcelos e Porto, na ronda que abriu a segunda volta.

Após a nomeação para o Dragão Arena de uma dupla contestada pelos minhotos, havia a expectativa de se saber se haveria nova nomeação de dupla contestada para o Municipal de Barcelos, mas desta feita a arbitragem do Clássico entre barcelenses e dragões ficará a cargo de Pedro Figueiredo e Pedro Silva.

Será também apenas a terceira vez que os dois juízes se juntam, tendo arbitrado a equipa de Rui Neto como visitada, mas em Valença, onde perdeu para a 25ª jornada com a Oliveirense (1-2).

Após dois jogos de interdição, a recepção à equipa de Ricardo Ares será o regresso do Óquei de Barcelos a casa, 63 dias depois, a um Municipal onde somou 10 vitórias (contando-se aquelas frente a Porto e Sporting) e um empate (com o Benfica), mas perdeu com o Valongo a 2 de Abril, no derradeiro jogo antes do castigo.

O objectivo barcelense será repetir o triunfo caseiro sobre os dragões conseguido a 9 de Janeiro. Foi uma reviravolta para 5-4, com dois golos no derradeiro minuto, o último dos quais num livre directo de Miguel Rocha depois de um muito contestado azul a Gonçalo Alves por pretensa falta sobre Alvarinho.

Meias-finais

Porto 8-4 Óquei de Barcelos • 28.Mai • 1-0

Sporting 4-3 Benfica (2-2, 2-1 pen.) • 29.Mai • 1-0

• Benfica vs. Sporting • 4.Jun • 20h30 • Rui Torres e Sílvia Coelho

• Óquei de Barcelos vs. Porto • 4.Jun • 21h30 • Pedro Figueiredo e Pedro Silva

• Porto vs. Óquei de Barcelos • 7.Jun • 20h

• Sporting vs. Benfica • 7.Jun • 20h

• Óquei de Barcelos vs. Porto • 10.Jun • 21h30 (se necessário)

• Benfica vs. Sporting • 10.Jun • 15h (se necessário)

• Porto vs. Óquei de Barcelos • 12.Jun • 15h (se necessário)

• Sporting vs. Benfica • 12.Jun • 19h (se necessário)

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
Um planeamento condicionado pelo Mundial

Um planeamento condicionado pelo Mundial

A FPP publicou o planeamento para 2022/23, com Mundial pelo meio. As provas arrancam a 1 de Setembro, com a Elite Cup, estando prevista também uma Elite Cup feminina. As provas europeias de clubes não estão agendadas e deverão obrigar a ajustes.