Vem aí a 'Champions', na reformulação das competições europeias

Há novo nome para as principais competições europeias e novos modelos, com uma Liga dos Campeões com duas fases de qualificação. Na principal prova europeia 'cabem' agora 34 equipas, sete delas de Portugal.

Vem aí a 'Champions', na reformulação das competições europeias

Já muita gente lhes chamava Liga dos Campeões, por influência do futebol. Mas agora o nome torna-se oficial, sucedendo as Ligas dos Campeões masculina e feminina à Liga Europeia e a à Taça da Liga Feminina.

Com a mudança de nome, há novos modelos e, na maior ruptura com o instituído, uma Liga dos Campeões onde, no arranque, cabe muita gente. As alterações e os anúncios surgem inusitadamente com praticamente todos os campeonatos terminados, mas aplicam-se já para a próxima época desportiva.

Liga dos Campeões

A ex-Liga Europeia será semelhante na sua fase de grupos de 16 equipas, disputando-se depois uma Final Eight em vez de uma Final Four para decisão do título. A principal diferença vem de duas rondas de qualificação em que cabe muita gente, "refinando" as equipas que podem chegar à fase de grupos.

Primeira fase de qualificação

Participam 18 equipas, com vagas pré-definidas para França (quatro), Itália, Espanha e Suíça (três), Portugal e Inglaterra (duas) e Alemanha (uma).

São formados seis grupos de três equipas que disputam um mini-campeonato a uma volta (por exemplo, sexta-feira, sábado e domingo) em casa da equipa do país menos cotado no ranking.

Os vencedores de cada grupo e os dois melhores segundos avançam para a segunda fase de qualificação. Os restantes competirão na Taça WSE, na fase de qualificação.

Segunda fase de qualificação

Será jogada por 16 equipas. Aos oito apurados da primeira fase de qualificação, juntam-se mais duas equipas de Portugal, Itália e Espanha e mais uma da Suíça e da Alemanha.

São formados quatro grupos de quatro equipas para novo mini-campeonato concentrado de três jornadas em casa da equipa do país menos cotado no ranking, avançando os dois primeiros de cada grupo para a fase de grupos. Os restantes são "relegados" para a Taça WSE, entrando na fase eliminatória.

Fase de grupos

À espera dos oito apurados da segunda fase de qualificação estarão oito equipas apuradas directamente. Três de Portugal, duas de Espanha e Itália e uma de França.

Como na Liga Europeia, a fase de grupos será disputada por quatro grupos de quatro equipas ao longo de seis jornadas, e os dois mais bem classificados de cada grupo avançam para os quartos-de-final.

Final Eight

Ao invés de uns quartos-de-final prévios à Final Four, a Liga dos Campeões terá a decisão em Final Eight, com eliminatórias sucessivas. Os cruzamentos serão os seguintes:

• QF1 • 1º Grupo A vs. 2º Grupo B

• QF2 • 1º Grupo C vs. 2º Grupo D

• QF3 • 1º Grupo B vs. 2º Grupo A

• QF4 • 1º Grupo D vs. 2º Grupo C

• MF1 • Vencedor QF1 vs. Vencedor QF2

• MF2 • Vencedor QF3 vs. Vencedor QF4

• Final • Vencedor MF1 vs. Vencedor MF2

Taça WSE

A Taça WSE voltará a um passado como Taça CERS em que recebia as equipas eliminadas das fases de qualificação da então Liga Europeia, mas agora haverá uma fase de grupos, concentrada, antes dos oitavos-de-final.

Fase de qualificação

Preconizada para 24 equipas, transitando 10 da primeira fase de qualificação da Liga dos Campeões e as restantes 14 irmãmente distribuídas por Portugal, Itália, Espanha, França, Suíça, Alemanha e Inglaterra.

Confirmando-se as 24 presenças, serão jogados mini-campeonatos concentrados com seis grupos de quatro equipas, avançando o vencedor de cada grupo e os dois segundos melhores para a fase eliminatória.

Fase eliminatória

Aos oito apurados na fase de qualificação desta Taça WSE, juntam-se as oito equipas eliminadas na segunda fase de qualificação da Liga dos Campeões, para duas eliminatórias a duas mãos. Serão os oitavos-de-final e quartos-de-final e os apurados disputarão a Final Four.

Final Four

Final a quatro, com jogo único nas "meias" e final.

Liga dos Campeões Feminina

Para a Liga dos Campeões Feminina, há 16 vagas pré-definidas. Cinco para Espanha, três para Portugal e duas para cada uma das federações de Itália, França, Suíça e Alemanha.

Havendo as 16 equipas preconizadas, o modelo seria o mesmo do que estava estabelecido para a anterior Liga Europeia masculina:

Fase de grupos

Quatro grupos de quatro equipas a duas voltas, apurando-se os dois mais bem classificados para os quartos-de-final.

Quartos-de-final

Eliminatória a duas mãos com os seguintes cruzamentos:

• QF1 • 1º Grupo A vs. 2º Grupo B

• QF2 • 1º Grupo C vs. 2º Grupo D

• QF3 • 1º Grupo B vs. 2º Grupo A

• QF4 • 1º Grupo D vs. 2º Grupo C

Final Four

Final a quatro, com jogo único, com os seguintes cruzamentos:

• MF1 • Vencedor QF1 vs. Vencedor QF2

• MF2 • Vencedor QF3 vs. Vencedor QF4

• Final • Vencedor MF1 vs. Vencedor MF2

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
Promessa argentina na Juventude de Viana

Promessa argentina na Juventude de Viana

A Juventude de Viana garantiu o concurso de Nahuel Castro, promessa argentina do Liceo. Internacional jovem pela albiceleste, 'Nanu' brilhou no Mundial de Sub-19 em 2019 e este ano contribuiu para o título de 'los verdes' na OK Liga.

O direito conquistado às vagas europeias

O direito conquistado às vagas europeias

Sem desistências, estão definidos os apurados dos 'três históricos' na nova 'Champions'. Porto, Benfica e Sporting entram na fase de grupos, Óquei de Barcelos e Oliveirense na 2ª eliminatória e Valongo e Braga na 1ª.

Palau 'bi' na Europa... e em Espanha

Palau 'bi' na Europa... e em Espanha

O Palau revalidou o título espanhol depois de ter revalidado o título europeu, num feito inédito no Hóquei em Patins feminino. Venceram na final da OK Liga o Gijón em dois jogos, por 2-1 e 3-5.