Valongo conquista a Taça Continental

O Valongo conquistou a Taça Continental, num feito ímpar da história do clube. É o primeiro título internacional, um prémio para o grande trabalho que tem sido realizado por Edo Bosch no comando técnico, potenciando jovens talentosos.

Valongo conquista a Taça Continental

Está conquistado o primeiro título internacional do Valongo!

Falhada a conquista da Liga Europeia em Maio, numa ingrata decisão nas grandes penalidades, os pupilos de Edo Bosch viajaram até Itália para conquistarem a Taça Continental. Eliminados os catalães do Calafell nas meias-finais, o Valongo derrotou o Trissino na final.

Rafa Bessa, eficaz de grande penalidade, adiantou o Valongo aos seis minutos e os jogadores da equipa portuguesa estiveram irrepreensíveis tacticamente, apesar da sua juventude. O grupo em que apenas Francisco Silva (32) e o capitão Nuno Santos (26) têm mais de 23 anos, susteve todas as iniciativas do mais experiente conjunto do Trissino. E, a três minutos do intervalo, Diogo Abreu, num remate de meia distância com Zampoli mal batido, ampliava para 0-2.

Início da partida foi adiado devido a "problemas na pista". Por mais que se deseje transmissão televisiva, é complicado persuadir operadores a fazê-lo sem garantias.

Na segunda parte, o rigor valonguense manteve-se. Orgulho, raça e tradição cerraram fileiras à frente de Xano Edo e só João Pinto logrou marcar.

O golo, a quase 15 minutos do fim, alimentava a esperança do Trissino, que procurava uma primeira Taça Continental para Itália. Mas a equipa orientada por Alessandro Bertolucci não conseguiria voltar a marcar. O guardião Stefano Zampoli foi segurando o Trissino no jogo, negando o golo nos vários contra-ataques que o Valongo lançava. E até parou um livre directo de Facundo Navarro a seis minutos e meio do fim.

Já nos derradeiros cinco minutos, foi a vez de Xano Edo brilhar, ganhando o duelo ao ex-portista Giulio Cocco, na 10ª falta. E, nem a atacar com cinco, o Trissino "quebrou" a vontade valonguense. O troféu já não escapava.

Terceiro grande troféu

Com esta conquista da Taça Continental, o ano de 2022 torna-se o segundo mais importante da história do Valongo. Depois do título de campeão nacional e da conquista da Supertaça António Livramento em 2014, o Valongo - alheio a polémicas e birras alheias - sagrou-se vice-campeão europeu e, agora, ergue o seu primeiro troféu internacional.

Selo de Edo Bosch

O Valongo tem realizado um trabalho extraordinário nos escalões de formação, mas este triunfo tem muito de Edo Bosch.

Adjunto de Renato Garrido na conquista da Taça de Portugal com a Oliveirense e do Campeonato do Mundo por Portugal no mesmo ano de 2019, o catalão foi aposta do Valongo em 2021.

Não faltava - e não falta - talento em Valongo. Mas Edo Bosch potenciou esses jovens talentosos e colocou-os a jogar olhos-nos-olhos com qualquer adversário. Fê-los acreditar em triunfos. E a glória, enfim, chegou. A primeira.

A nona portuguesa

Ficando a Itália, pelo menos mais um ano, sem Taça Continental, esta é a nona vez que uma equipa portuguesa conquista a prova. Em 1986, o Porto lograva o primeiro troféu para Portugal. Seguiram-se as vitórias do Óquei de Barcelos em 1991 e do Benfica em 2011 (por falta de comparência do Liceo) e 2013.

As outras cinco conquistas aconteceram nas últimas seis edições da prova, com mais um triunfo do Benfica (2016), um da Oliveirense (2017) e dois do Sporting (2019 e 2021) antes deste do Valongo, que é o 11º clube a inscrever o seu nome numa galeria de vencedores que conta ainda com os representantes espanhóis Barcelona (18 triunfos), Liceo (seis), Igualada (cinco), Noia (dois) e Reus.

Meias-finais

• Calafell 2-3 Valongo • 17.Set

Trissino 6-5 Follonica • 17.Set

Final

• Trissino 1-2 Valongo • 18.Set

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
Veludo e Diogo Neves brilham no arranque da Serie A1

Veludo e Diogo Neves brilham no arranque da Serie A1

Um a defender e outro a marcar. Francisco Veludo e Diogo Neves foram protagonistas, e apontados como os melhores, nas vitórias de Bassano e Hockey Vercelli no arranque da Serie A1. Filipe Fernandes, na estreia absoluta em Itália, também venceu.

Semana de Europeu de Sub-17

Semana de Europeu de Sub-17

Arranca esta segunda-feira o 41º Campeonato da Europa de Sub-17 em Sant Sadurní d'Anoia, na segunda vez que tem lugar na Catalunha. A Espanha parte como tricampeã e Portugal tenta recuperar um título que lhe escapa desde 2017.

Campeão entra a perder

Campeão entra a perder

O Sporting venceu o Porto no João Rocha por 4-2 no primeiro Clássico da temporada para o campeonato, 'retribuindo' a derrota na Elite Cup. O campeão não entrava a perder no campeonato seguinte há 17 anos.