Porto vence um Valongo digno de Champions

Em jogo antecipado da 3ª jornada, o Porto venceu em Valongo por 3-5 num jogo muito bem disputado. Apesar da derrota, os valonguenses mostraram argumentos para o objectivo de chegar à fase de grupos da Liga dos Campeões.

Porto vence um Valongo digno de Champions

O Porto venceu esta quarta-feira em Valongo, em jogo antecipado da 3ª jornada, por 3-5, fazendo - de alguma forma - esquecer o "trauma" da pretérita temporada.

Na primeira época de Ricardo Ares à frente dos dragões, é difícil encontrar derrotas, e nenhuma foi tão expressiva como o 4-0 sofrido em Valongo. Permanece como a derrota mais pesada do Porto às ordens do técnico basco, e como um dos apenas dois jogos em que a sua equipa ficou "a zeros" [o outro foi uma derrota por 3-0 na Luz, na final do play-off].

Nesse triunfo da equipa de Edo Bosch, tinham marcado Rafa Bessa, Facundo Navarro, Diogo Barata e Facundo Bridge. Desde logo, o técnico catalão já não contava nesta nova temporada com Diogo Barata, agora no outro banco [não entrou], e também não contou com o reforço Carlos Ramos ("Carlitos"), cedido pelo Porto e "trocado" na convocatória por Martim Leite [que também não foi a jogo].

O Porto, apostado em recuperar rapidamente da derrota na primeira jornada, entrou forte e Xavi Barroso apontou dois golos nos primeiros sete minutos, sendo o "abre-latas" que faltara na complicada vitória sobre o Braga.

O Valongo reagiu e reduziu por Rafa Bessa e podia mesmo ter chegado à igualdade aos 12 minutos, mas Navarro não conseguiu bater um Xavi Malián que tem estado muito bem neste arranque de temporada. E, não marcando, o Valongo sofreu o 1-3, de livre directo a sete minutos do intervalo.

No inicio da segunda parte, Rafa Bessa voltou a marcar, reduzindo, mas o seu esforço voltou a ser traído - ou pelo menos adiado - pela eficácia de Malián. O empate podia ter chegado aos cinco minutos, em livre directo de Facundo Bridge, mas o guardião catalão do Porto voltou a ganhar o duelo com um argentino. No entanto, dois minutos depois, Diogo Abreu, em novo livre directo, marcaria mesmo para igualar.

O 3-3 deixava o pavilhão ao rubro e sobre a bonita remodelada pista do Municipal de Valongo havia intensidade e muito talento. Era um jogo digno de uma Liga dos Campeões em que o Porto tem lugar garantido numa fase de grupos a que o Valongo tenta chegar.

O recém-vencedor da Taça Continental disputa este fim-de-semana a primeira fase de apuramento em França, onde defronta já sexta-feira os catalães do Caldes, seguindo-se sábado os italianos do Bassano (do ex-técnico valonguense Miguel Viterbo) e no domingo o anfitrião Quévert.

No entanto, o Porto tem outra experiência e outros argumentos. Por exemplo, tem Gonçalo Alves, que não deixou que o incómodo empate persistisse muito tempo. Pouco mais de um minuto volvido sobre o terceiro dos visitados, o atacante português inventou um golo a uma só mão, num momento mágico a que faltará a repercussão devida.

Novamente na frente, os dragões defenderam uma vantagem que reconheciam preciosa. O Valongo atacou em busca do empate, chegando mesmo a encostar completamente o Porto às "cordas" nos minutos finais de jogo, chegando a estar com apenas um jogador fora da sua área. Mas, muito por culpa de Malián, o golo valonguense - talvez merecido - não surgiria.

No somar de faltas, o Valongo chegou à 15ª à entrada do último minuto. E Carlo Di Benedetto não perdoou, fazendo o 3-5 que matava o jogo. Diogo Abreu ainda teria também o análogo livre directo, mas Malián negou-lhe, e à equipa de Edo Bosch, um último laivo de esperança.

Com esta vitória, o Porto alcança Benfica e Óquei de Barcelos no topo da classificação, mas com mais um jogo realizado. A 3ª jornada prossegue no fim-de-semana, mas só ficará fechada a 22 de Novembro, quando, após a pausa para o Mundial, o Braga receber o Benfica. No próximo fim-de-semana, tal como o Valongo, os bracarenses disputam a primeira fase de qualificação da Liga dos Campeões, defrontando, também em França, os franceses do Coutras, os italianos do Forte e os espanhóis do Alcoi.

3ª Jornada

• Valongo 3-5 Porto • 28.Set

• Oliveirense vs. Parede • 1.Out • 17h

• Famalicense vs. Murches • 1.Out • 18h

• Juventude de Viana vs. Riba d'Ave • 1.Out • 21h

• Paço de Arcos vs. Sporting • 2.Out • 15h

• OC Barcelos vs. Tomar • 2.Out • 16h

• Braga vs. Benfica • 22.Nov • 21h

Classificação

1º Óquei de Barcelos (6 pontos), 2º Benfica (6), 3º Porto** (6), 4º Tomar (4), 5º Braga (3), 6º Valongo (3), 7º Paço de Arcos (3), 8º Sporting (3), 9º Famalicense (3), 10º Oliveirense (2), 11º Murches (1), 12º Juventude de Viana (0), 13º Parede* (0), 14º Riba d'Ave (0)

*menos um jogo

**mais um jogo

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
Benfica mais forte no primeiro Dérbi

Benfica mais forte no primeiro Dérbi

Depois de uma primeira parte equilibrada (e vantagem do Sporting), o Benfica, reforçado em relação à última época, foi mais forte na segunda e 'disparou' para a maior diferença de golos num 'dérbi capital' depois de 2015.

Grupos dos Mundiais sorteados

Grupos dos Mundiais sorteados

Estão conhecidos os grupos dos Mundiais que se vão realizar em San Juan. Nos seniores masculinos, Portugal joga na fase de grupos com Chile, Itália e França. No feminino, calharam Espanha, França e Chile.