Argentina reclama a coroa

A Argentina é a nova campeã do Mundo de Seniores Femininos, destronando a tricampeã Espanha. Perante um Aldo Cantoni repleto, as argentinas ganharam por 3-0 e arrecadam o sexto título mundial.

Argentina reclama a coroa

Oito anos depois, a Argentina é campeã do Mundo no feminino. Depois do título mundial conquistado em Tourcoing em 2014, as argentinas viram a Espanha conquistar todas as grandes provas, contando-se três europeus (2015, 2018 e 2021) - que, diga-se, a Argentina não podia impedir - e três mundiais (2016, 2017 e 2019).

Em San Juan, este sábado, o Aldo Cantoni encheu mais uma vez, com cerca de 6500 pessoas, para uma partida de Hóquei em Patins. O facto de ser feminino pouca diferença fez - como sempre devia ser - aos adeptos locais, que empurraram a sua selecção para o título.

Julieta Fernandez inaugurou cedo o marcador, numa entrada determinada da albiceleste. A Espanha foi crescendo e criando mais perigo, mas, tal como acontecera na partida frente a Portugal, Anabella Flores negava todas as oportunidades de golo às atacantes contrárias. E, antes de estarem cumpridos 10 minutos, Julieta bisou para o 2-0.

A Espanha carregou, pressionou, criou oportunidades, mas ora Anabella defendia, ora a mira não estava afinada.

Na segunda parte, manteve-se a toada, com a selecção de Ricardo Muñoz a procurar o golo.

Adriana Gutierrez, Daiana Silva, Luchi Agudo e Valentina Fernandez eram as "sobreviventes" do último título mundial argentino.

Com arbitragem da portuguesa Silvia Coelho e do italiano Joseph Sillecchia, as duas equipas começavam a olhar para o número de faltas. À entrada dos derradeiros 20 minutos, Espanha e Argentina estavam empatadas a nove neste particular.

Caiu primeiro a 10ª argentina, mas Aina Florenza não conseguiu desequilibrar Anabella Flores. Depois, na 10ª espanhola, Julieta Fernandez também viu o golo ser-lhe negado por uma grande intervenção de Laura Vicente. No entanto, entre as duas faltas que valeram livres directos, a equipa de Dario Giuliani e Carlos López consolidava a sua vantagem. Num contra-ataque eficaz, Adriana Soto ampliava para 3-0.

O público do Aldo Cantoni já estava em festa e a 10 minutos do fim brindava as espanholas com "olés". A Espanha, com uma tremenda intranquilidade frente à baliza contrária, não conseguia marcar e ia sendo derrotada pelo passar dos minutos. O apito final fez explodir - ainda mais - o Aldo Cantoni.

Este é o sexto título conquistado pela Argentina em 16 mundiais, aproximando-se dos sete da Espanha, três deles nas últimas três edições. 24 anos depois, o Campeonato do Mundo voltou a realizar-se na Argentina (em 1998 foi em Buenos Aires) e a selecção da casa voltou a vencer.

No definir da classificação final, Portugal arrecadou o 3º lugar com uma vitória também por 3-0, sobre a Itália. O Chile, bronze em Barcelona, foi agora 5º, ao vencer a França por 2-4. A Colômbia de André Torres escapou ao último lugar (terminou em 7º) ao vencer nas grandes penalidades a Alemanha depois de um empate a dois no final do tempo regulamentar.

AMGRoller

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
A demanda por um (raríssimo) pleno Mundial

A demanda por um (raríssimo) pleno Mundial

Depois de ter perdido as três finais em Barcelona, a Argentina já venceu duas em San Juan e procura o pleno Mundial. Só a Espanha conseguiu ter em seu poder os três títulos das três categorias com Mundiais.

Final à portuguesa: o melhor 'prato' do Mundo

Final à portuguesa: o melhor 'prato' do Mundo

A final do Mundial deverá contar com nada menos que 17 jogadores que jogam o campeonato português, a fazer jus ao epíteto de melhor do Mundo. E, entre os possíveis chamados, até há mais argentinos do Campeonato PLACARD que portugueses.

Tira-teimas em San Juan

Tira-teimas em San Juan

A partir das 23h30 sobem ao majestoso palco do Aldo Cantoni a arte de 'defender a atacar' e de 'atacar a defender'. Perspectiva-se um encaixe de vontades tácticas, como aconteceu em Barcelona, agora na terceira final entre Argentina e Portugal.

«Pedimos que este domingo o 'estádio' esteja a rebentar»

«Pedimos que este domingo o 'estádio' esteja a rebentar»

Num conferência de imprensa marcada pelo infortúnio de Matías Pascual, a Argentina pede um Aldo Cantoni cheio, a 'rebentar' para corrigir o que se passou em Barcelona. Alex Bertolucci diz-se orgulhoso da sua equipa.

«Tivemos inteligência táctica e uma gestão física perfeita»

«Tivemos inteligência táctica e uma gestão física perfeita»

Foi um jogo praticamente perfeito da selecção das quinas no objectivo de Portugal chegar à final, reconhecido pelo próprio Renato Garrido e pelo seleccionar gaulês Fabien Savreux. Será também a receita para a final que se segue.

Portugal de bronze no feminino

Portugal de bronze no feminino

Portugal conquistou a sua sexta medalha em 16 Mundiais ao vencer a Itália pelo bronze por 0-3. Inês Severino esteve em destaque ao apontar os três golos da selecção das quinas.