Notícia

Portugal vence e deixa Itália fora da corrida

Sep 08, 2016

Fotos: Luis Miguel Velasco Hevia

Portugal venceu a Itália por 2-3 e deixou os italianos fora da corrida ao título.

No derradeiro dia da fase de grupos, a Itália defrontava Portugal a ter de vencer e não esperou para se adiantar. Ainda não estavam cumpridos dois minutos quando Cosimo Mattugini inaugurou o marcador.

Respectivamente campeões europeus em 2014 e 2015, italianos e portugueses protagonizaram um jogo digno de fase final. Bem disputado, o jogo pautava-se pelas faltas para Portugal, que chegaria à meia-dúzia antes da Itália lhe ver assinalada a primeira. Tal era corolário de uma maior agressividade portuguesa na procura da bola, o que haveria de dar frutos. Não foi de grande penalidade - João Pedro Pereira falhou -, mas o golo da igualdade surgiria. Hugo Santos fez, a onze minutos do intervalo, o 1-1.

Miguel Moura fez o 1-2 no início da segunda parte

O empate mudou a tónica do jogo. A precisarem de ganhar, os transalpinos de Colamaria pressionaram mais, no entanto sem resultado prático. E, no arranque da segunda parte, Miguel Moura consumou a reviravolta para a equipa de Ferrão, que passava a vencer por 1-2.

A Itália desesperava por um golo e não lhe faltaram oportunidades. A dezasseis minutos do final, Carlos Ramos viu o azul e a "squaddra azzurra" disporia de três livres directos no espaço de pouco mais de quatro minutos. Mattugini e Cabella não conseguiram bater Alejandro Edo, mas - enfim - Galimberti conseguiu transformar para nova igualdade.

Faltavam cerca de 11 minutos e meio para o final e a Itália precisava de um golo. Portugal fechou bem e jogou com o relógio, mostrando maturidade e não deixando que o perigo chegasse perto do seu último reduto. Até ao último minuto. A 45 segundos do fim, a 15ª falta de Portugal a dar a hipótese da Itália vencer e se apurar. Matteo Galimberti foi chamado a repetir o que conseguira 11 minutos antes, mas Alejandro Edo não permitiu o golo.

Edo foi determinante ao defender três livres directos

Já em desespero, a Itália cometeu a sua 10ª falta e deitou tudo a perder. Hugo Santos não perdoou, marcando num lance de belo efeito, colocando a bola sobre o guarda-redes italiano, Filippo Dimone, e fixou o 2-3 final que deixa a Itália fora das meias-finais.

No outro jogo do grupo A, em que se discutia a fuga ao último lugar, Andorra e Áustria empataram a uma bola no tempo regulamentar. No desempate, por livres directos, Andorra foi mais feliz, terminando no quarto lugar do grupo e relegando a Áustria para quinto.

No grupo B, a Espanha vencera na noite anterior Israel por 1-15 e garantira desde logo o primeiro lugar do grupo, folgando nesta quinta-feira. Nas meias-finais, irá ter então pela frente a Alemanha que, depois de vencer a Itália por 3-5 na segunda jornada, segurou o lugar de apuramento até ao fim. Já Portugal fica à espera do vencedor do encontro entre França e Suíça, que acontece esta noite em Mieres, a fechar definitivamente a fase de grupos.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade