Notícia

OK Liga mais forte testa hegemonia do Barcelona

Sep 23, 2020

Este sábado arranca a Primeira Divisão em Portugal. Mas também a OK Liga em Espanha, procurando na sua organização recuperar das mãos do Hóquei em Patins impulsivo do campeonato português o ceptro de melhor campeonato do Mundo.

A pandemia interrompeu uma edição que tinha o regresso do playoff previsto. Com apenas uma jornada na fase regular por disputar, o Barcelona seria coroado.

Campeão pela sétima vez consecutiva, a equipa que continuará a contar com João Rodrigues e Hélder Nunes está apenas aquém do recorde de 13 títulos seguidos, que o próprio Barça detém, conquistados entre 1997 e 2010. Desde 1997, só por duas vezes – em 2011 (Reus campeão) e 2013 (Liceo) – o Barcelona não foi campeão, somando neste período 21 dos 31 títulos de toda a sua história.

Sem saídas e com a entrada de Sergi Llorca (ex-Noia), o Barcelona volta a ser favorito na corrida ao título

Na pretérita temporada, apesar de haver campeão, não houve descidas. A OK Liga foi alargada a 16 equipas, juntando-se aos 14 primodivisionários de 2019/20 os líderes – na altura da interrupção – das zonas Norte e Sul da secundária OK Plata, Vendrell e Mataró.

A decisão de alargamento trouxe consequências. O playoff, que não chegou a acontecer, voltou a cair, permitindo não sobrecarregar uma temporada sujeita a interrupção e que deverá culminar num campeonato da Europa de selecções, em Julho.

A OK Liga arranca a 26 de Setembro e tem a derradeira jornada, a 30ª, para 29 de Maio, cerca de um mês antes do último jogo previsto para a Primeira Divisão portuguesa, caso o playoff luso vá à “negra”.

Terminada a OK Liga, e de forma a repor as 14 equipas, quatro descem directamente (do 13º a 16º) e o 11º e 12º têm de defender o seu lugar entre a elite numa poule com duas equipas da OK Liga Plata, sendo que os vencedores das zonas Norte e Sul sobem directamente.

Marco também importante é o fim da primeira volta, a 19 de Janeiro, que apurará os oito mais bem classificados para a Taça do Rei. Em 2019 a icónica prova do país vizinho acabaria por não se realizar, regressando, se tudo correr bem, em Março de 2021, no Palácio dos Desportos do Riazor, na Corunha.

Trio luso ligado ao Barcelona

A edição da OK Liga que agora começa terá três portugueses em competição, todos ligados ao Barcelona. João Rodrigues vai para a sua terceira temporada de blaugrana e Hélder Nunes para a segunda. O jovem guarda-redes Alejandro Edo representará o Calafell.

João Rodrigues e Hélder Nunes já ganharam o seu espaço no Barça

“Xano” era o guarda-redes da equipa “B” do Barcelona, mas chegou a representar a equipa principal na última temporada. Inclusivamente na Liga Europeia. Agora, aos 19 anos e depois de três anos de blaugrana, estrear-se-á como guarda-redes do plantel de uma equipa principal. E, pelo que se viu nesta pré-temporada, será aposta de Pere Varias para a titularidade.

Regressos

É consensual por Espanha que a temporada que agora se inicia terá um nível mais elevado. Muito por força do regresso de algumas figuras maiores do passado recente da prova.

De Itália regressam Jepi Selva para o Lleida e Eloi Mitjans para o Calafell. De Portugal, Raul Marin (Sporting) volta ao “seu” Reus, Sergi Miras (Porto) já “pegou nas rédeas” do Caldes e Jordi Adroher (Benfica) promete ser uma valiosa arma na luta – desigual – com o Barcelona.

Regressos elevam nível, mas o jovem Roc Pujadas, figura no último Mundial de Sub-19, promete "explodir" na OK Liga

Contra a corrente, o Noia tem uma proposta digna de realce. A equipa que será orientada por erran López perde Aragonés (Benica) e Llorca (Barcelona), mas junta a Pol Manrubia (20 anos), os reforços Adrià Ballart (22, ex-Voltregà) e Roc Pujadas (19, ex-Manlleu), prontos a mostrar o seu valor. Pujadas já deu mesmo cartas na Liga Catalã…

Público

A pandemia interrompeu as competições e as competições regressam agora sob ameaça dessa mesma pandemia. Em Espanha, com mais de 10 mil novos casos e 241 mortes num só dia a escassos três dias do arranque da competição, será permitida a presença de público, mas sempre condicionada às decisões das comarcas locais e dos próprios clubes.

Nesta jornada inaugural, o Palau Blaugrana terá a porta fechada para a recepção ao Palafrugell, mas em Igualada poderão estar 350 pessoas na recepção ao Liceo e em Reus poderão entrar 425 espectadores para aquele que será o jogo grande da ronda, entre o anitrião e o Noia.

OK Liga 2020/21

1ª jornada

• Barcelona vs. Palafrugell • 26.Set • 16h

• Taradell vs. Lloret • 26.Set • 18h

• Caldes vs. Girona • 26.Set • 20h

• Vic vs. Calafell • 26.Set • 20h

• Mataró vs. Voltregà • 26.Set • 20h30

• Igualada vs. Liceo • 26.Set • 20h30

• Lleida vs. Vendrell • 27.Set • 12h

• Reus vs. Noia • 27.Set • 20h

* horas locais, menos uma hora em Portugal continental

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade