Notícia

«A grande diferença esteve no factor sorte»

Oct 22, 2020

No rescaldo da derrota em Tomar, Paulo Pereira lamentou a falta de eficácia da sua equipa.

Segundo o técnico, a Oliveirense criou “imensas oportunidades, teve bolas no ferro e até um golo na própria baliza”. Tudo somado, para Paulo Pereira, pesou decisivamente o “factor sorte”.

Na frente do marcador, o Tomar soube gerir a vantagem. “Defendeu e controlou o tempo de jogo. E bem”, reconheceu Paulo Pereira, que espera um campeonato de muitas surpresas.

Não se escondendo atrás das ausências que têm marcado o arranque de temporada da Oliveirense, o treinador admite que Franco Ferruccio (“Tato”) e Jordi Bargalló ofereceriam outras soluções.

Cumpridos quatro jogos de castigo, Tato regressa já no próximo jogo, no dérbi rente à Sanjoanense. Mas Bargalló estará de fora mais um mês, depois de uma intervenção cirúrgica...

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade