Notícia

Público com 'excessos' custa 1330 euros ao Riba d'Ave

Apr 25, 2021

O campeonato já acabou para o Riba d'Ave, com um lugar na zona de descida, mas as más notícias ainda não. O clube foi multado em 1330 euros por presença de público e, acima de tudo, os seus "excessos de linguagem". #Disciplina #PrimeiraDivisão

A recepção à Sanjoanense a 9 de Janeiro terminou com uma derrota por 5-6 para o Riba d'Ave e com a abertura de um processo relativamente ao público presente nas bancadas. E, agora, com uma multa de dois salários mínimos nacionais, 1330 euros.

Curiosamente, não seriam as pessoas não identificadas à luz do regulamento de retoma de competições que justificariam o elevado valor da multa, mas os seus "excessos de linguagem".

Sendo que a presença de público custaria não mais que 10% a 20% de um salário mínimo nacional (no máximo, 200 euros), é a aplicação do artigo 147º do Regulamento de Justiça e Disciplina, sobre o comportamento incorreto do público, que "trama" as contas minhotas. Neste, raramente evocado ou aplicado, lê-se que "o Clube cujo adepto tenha ou mantenha um comportamento socialmente reputado incorreto, designadamente a prática de ameaça ou coação (...) é sancionado com multa entre 2 a 5 Salários Mínimos Nacionais (...)". Assim, os 1330 euros até foram um mal menor...

Entretanto o Riba d'Ave, cuja participação em provas nacionais terminou com o fim da fase regular a 17 de Abril, prepara a participação na Taça WSE. A decisão da prova, numa Final Seven, devia disputar-se no final deste mês, mas foi adiada para 18 a 20 de Junho, já com confirmação oficial.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade