Notícia

Porto vence na Luz e mantém-se vivo

May 27, 2021

O Porto venceu na Luz por 3-5 e mantém em aberto a meia-final com o Benfica. No quarto jogo, domingo, os dragões - em novo "tudo ou nada" na Luz - procurarão obrigar à "negra". #PrimeiraDivisão

Vencedor da fase regular e campeão em título, o Porto tinha de vencer na Luz para não ficar desde logo afastado da final.

Após duas derrotas no Dragão Arena, a missão era matar um "borrego" com mais de oito anos, datando a última vitória dos dragões na Luz de Janeiro de 2013. E a equipa de Guillem Cabestany cumpriu.

O Benfica entrou dinâmico em busca do triunfo que valeria a presença na final, inaugurando aos três minutos numa triangulação finalizada por Lucas Ordoñez. Então, à sobranceria da vantagem na série juntou-se a da vantagem na partida, e as águias facilitaram.

Depois de 10 minutos frenéticos, com oportunidades junto de uma e outra baliza, o Porto regressou mais determinado de um desconto de tempo e valeu ao Benfica um punhado de intervenções de Pedro Henriques a adiar o que cada vez mais parecia inadiável. Aos 17 minutos, Ezequiel Mena chegava ao empate com um ressalto feliz depois da defesa do guardião encarnado.

O Porto era mais agressivo, mais dinâmico, mais veloz e obrigava os encarnados a cometer erros sucessivos.

A 10ª falta das águias surgiu muito cedo (a três minutos do intervalo), como tem sido apanágio nesta série, mas o guardião das águias impôs-se a Gonçalo Alves. E, um minuto volvido, depois de Pinto (Joaquim) mostrar azul a Pinto (Gonçalo), Pedro Henriques voltou a ganhar um duelo no livre directo, desta feita a Carlo Di Benedetto. No entanto, aproveitando a vantagem numérica - e um inusitado adiantamento dos encarnados quando tinham menos um em pista - o internacional francês chegaria mesmo ao 1-2, a responder da melhor forma a um passe de Rafa em contra-ataque.

A primeira vantagem dos dragões nos três jogos desta meia-final surgiu ao cair do pano da primeira parte e os dragões capitalizaram esse factor anímico na segunda.

Logo aos dois minutos e meio, um azul a Carlos Nicolia levou novamente Gonçalo Alves para a marca de livre directo e, no remate forte, a bola terá mesmo entrado (batendo na trave interior), mas ninguém em pista - nem o próprio goleador azul-e-branco - se terão apercebido. Mas, muito por força de um Benfica irreconhecível nesta série, o Porto consolidaria a vantagem.

Aos oito minutos, em lance de insistência, Giulio Cocco fez o 1-3. E, já depois de Xavi Malián ganhar o duelo com Lucas Ordoñez na 10ª falta, Rafa faria o 1-4 num bom trabalho individual em que a defensiva encarnada ficou a ver se Pedro Henriques resolvia.

Uma desvantagem de três golos a 12 minutos do final obrigava as águias a correr atrás do prejuízo, mas só a improvisação de Nicolia desequilibrava a bem organizada defensiva azul-e-branca. O argentino ganhou a 15ª falta e assumiu o livre directo, reduzindo para 2-4, mas também veria uma simulação valer a 15ª aos encarnados, ainda que Gonçalo Alves voltasse a não desfeitear Pedro Henriques.

Atrás no marcador, o Benfica tinha dificuldades em assumir um jogo planeado. A cinco minutos do final, seria com um rasgo individual que chegaria ao 3-4, por Lucas Ordoñez, mas o empate pareceu sempre distante.

Com apenas dois minutos e meio para jogar, Edu Lamas foi chamado a uma grande penalidade, mas não conseguiu bater o ex-companheiro do Liceo. Alejandro Dominguez apostou em Nicolia e depois no ataque a cinco, sem guarda-redes, mas com o argentino "amarrado" no coração da área e com o Porto a fechar bem, seriam os dragões a ter a última palavra. Sobre o apito, Mena rematou de 30 metros para a baliza deserta, selando o primeiro triunfo da equipa de Guillem Cabestany na série.

Com o Benfica ainda em vantagem na eliminatória, domingo há quarto jogo. Se as águias vencerem, juntam-se ao Sporting na final. Se o triunfo for dos dragões, há "negra" na quinta-feira, 3 de Junho, no Dragão Arena.

Porto <b>1-2 Benfica</b>

• #1 • Porto 5-7 Benfica

• #2 • Porto 5-6 Benfica

• #3 • Benfica 3-5 Porto

• #4 • Benfica vs. Porto • 30.Mai • 15h (se necessário)

• #5 • Porto vs. Benfica • 3.Jun • 15h (se necessário)

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade