Notícia

«Vai ser decidido em pormenores, e o controlo emocional é um desses pormenores»

Jun 05, 2022

Paulo Freitas reconheceu algum descontrolo emocional num jogo, diz, decidido com dois golos (de Ordoñez) em dois minutos. João Alves apelou à presença dos adeptos do Sporting no João Rocha. #PrimeiraDivisão #Video

A meia-final entre Sporting e Benfica será decidida nos pormenores, já frisara Paulo Freitas. E, depois de um desempate por grandes penalidades, foi o "pormenor" do controlo emocional a ditar um jogo com cenas tristes num final quente.

O técnico leonino surgiu descontraído na sala de imprensa, "avisando" que estava tranquilo, que os jornalistas não se preocupassem. Será uma tranquilidade, seguramente moldada por muitas batalhas, que procurará transmitir aos seus jogadores. "Houve efectivamente descontrolo, de ambos os lados. Obviamente que o descontrolo que houve da parte do Benfica a mim não me interessa enquanto treinador do Sporting. Interessa-me é tentar corrigir isso e tentar com que os meus jogadores se controlem emocionalmente", destacou, sem se alongar mais sobre momentos pouco dignificantes do jogo em si.

Em jogo jogado, Paulo Freitas lamentou o constrangimento na preparação e da utilização de Romero e Toni Pérez, algo que nas últimas temporadas teria sido minorado com um plantel mais alargado. "Nesta altura, termos mais jogadores de qualidade idêntica àqueles que nós apresentamos, era obviamente importantíssimo sob o ponto de vista da gestão do plantel", referiu, recordando que o Sporting foi criticado na sua estratégia de plantel alargado, mas que depois todos foram atrás.

Para o terceiro jogo, Paulo Freitas já dá a ausência de Henrique Magalhães (expulso) como certa, a agravar ainda mais as condicionantes no plantel, mas garante que o objectivo será naturalmente vencer e, para tal, pede um pavilhão cheio.

Após as declarações de Paulo Freitas, também o director João Alves apelou à presença massiva de adeptos no João Rocha para o terceiro jogo destas meias-finais, lamentando a fraca assistência no primeiro jogo. "A equipa sente que uma assistência de 700 pessoas num jogo Sporting-Benfica, numa meia-final do melhor campeonato do Mundo de Hóquei em Patins, não é suficiente", sublinhou.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade