A nova (dura) realidade leonina

No jogo que já foi o mais aguardado do Hóquei em Patins feminino em Portugal, o Sporting foi goleado na Luz por 11-1, numa nova - e dura - realidade da equipa leonina. Para o Benfica, segue-se, já este domingo, o duelo com o Turquel.

A nova (dura) realidade leonina
Foto de capa: Sport Lisboa e Benfica - Modalidades

O Benfica venceu o Sporting por 11-1 em jogo a contar para a Zona Sul da primeira fase do Campeonato Nacional de Seniores femininos.

Com quatro minutos jogados, Raquel Santos já tinha marcado por três vezes expondo todas as fragilidades de um Sporting desinvestidor numa equipa que almejou interromper a hegemonia que o Benfica tem granjeado desde 2012.

Na primeira parte, houve apenas mais um golo das águias, pela chilena Cata Flores, mas na etapa complementar, a equipa de Paulo Almeida disparou para os 9-0 antes que o Sporting conseguisse o tento de honra, por Catarina Barbosa. Faltava jogar pouco mais de três minutos e meio, mas haveria ainda tempo para Cata Flores (a igualar o poker de Raquel Santos) e Maria Sofia Silva ampliarem para o 11-1 final.

Com esta vitória, o Benfica lidera esta Zona Sul com 13 pontos em cinco jogos, seguido do Turquel com 10 pontos... em quatro partidas. As duas equipas empataram na primeira partida (entre elas, 3-3) e depois só souberam vencer, perspectivando-se uma excelente partida já este domingo, na Luz, a partir das 15h.

Um Sporting de outros objectivos

Sem a mundialista Sofia Moncóvio, o Sporting ainda teve menos argumentos na Luz do que os parcos que tem para esta temporada. Cláudia Vicente, Rita e Rute Lopes, Ana Catarina Ferreira e Inês Vieira saíram no defeso e os leões perderam a base de uma equipa que, desde 2019, ombreou com o agora eneacampeão Benfica.

Ricardo Pereira tem ao seu dispôr um conjunto de jovens atletas com uma enorme margem de crescimento, mas que - no seu todo - não conseguirão no imediato competir com equipas mais experientes. A "queda" nas grandes penalidades das meias-finais da Elite Cup e a derrota por 6-2 na decisão da Supertaça não envergonhavam, mas o desinvestimento (financeiro e não só) fazia-se sentir e o Sporting tinha de apontar a outros objectivos.

No Campeonato Nacional, as leoas entraram no campeonato com uma importante vitória em Campo de Ourique (1-3) e um empate com a Stuart (6-6), mas sofreram uma pesada derrota - a mais pesada de sempre da secção - em Turquel, por 12-2. No regresso da pausa mundialista, com Rita Batista e Sofia Moncóvio chamadas à Selecção Nacional que conquistou o bronze em San Juan, as leoas venceram o Odivelas por 9-2. Agora, nova derrota pesada, na Luz.

Este domingo, o Sporting recebe o CACO a partir das 20h no Pavilhão do Sacavenense.

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
Emoção e reviravoltas deram empate no final

Emoção e reviravoltas deram empate no final

O Óquei de Barcelos começou na frente, esteve a perder por três, virou para uma vantagem de dois a seis minutos do fim, mas o derradeiro assomo do Porto ditou a divisão de pontos na abertura da 6ª jornada.

«Todos os sacrifícios valeram a pena»

«Todos os sacrifícios valeram a pena»

Lucas Martinez passou por França, Espanha, Itália e Portugal antes de se sagrar campeão do Mundo pela Argentina. Um percurso de sacrifícios e resiliência, de um jogador que chegou ao 'Melhor Campeonato do Mundo' em 2020, para a Oliveirense.