Notícia

Arlequins chamam David Cáceres para o lugar de Linares

Mar 23, 2021

Foto de capa: Igualada Hoquei Club

O chicote voltou a estalar na OK Liga. Depois do Vendrell, é a vez do Igualada se decidir pela mudança de timoneiro, chamando um histórico para tentar evitar a descida. #Mercado #OkLiga

É uma decisão rara por Espanha, mas, nesta atípica temporada, é a segunda vez que acontece, ao passo que os mais emotivos portugueses e italianos ainda só o fizeram uma vez. Depois do Vendrell é a vez do Igualada mudar de treinador devido aos maus resultados.

Cesc Linares chegou ao Igualada em 2019 para substituir Ferran López. O anterior treinador, hoje técnico do Noia mas já a saber que não continuará, realizara um trabalho em subida na classificação em quatro temporadas consecutivas, do 8º em 2016 ao 5º em 2019, mas o Igualada decidiu-se por uma mudança para aspirar a subir ainda mais.

Depois de três boas temporadas no Voltregà, Linares chegava com ambição.

A uma jornada do fim da fase regular da pretérita temporada, quando as competições foram interrompidas, era 7º, ainda com aspirações a um 5º lugar. Disputou 25 jogos para a OK Liga, com 13 vitórias e um empate e um saldo nulo de 92 golos marcados e outros tantos sofridos.

Cesc Linares realizou 47 jogos na OK Liga à frente do Igualada, com 19 vitórias e três empates e um saldo de 151 golos marcados e 176 sofridos.

No último defeso perdeu o surpreendente goleador Jordi Mendez (31 golos), que rumou ao Lodi, e a equipa ressentiu-se para esta temporada.

Com 22 jogos realizados, o Igualada é 14º, na zona de descida directa à OK Liga Plata, com apenas seis vitórias e dois empates. Se defensivamente, as coisas não estão muito diferentes, com 84 golos sofridos, a ausência de Mendez é notória no ataque, com apenas 59 tentos apontados.

Mas a ausência do goleador não justifica tudo. O melhor marcador é agora Bernat Yeste, com 19 anos no inicio da temporada, que desponta e se destaca, ao passo que os mais experientes Sergi Pla e Ton Baliu se eclipsaram. Pla soma quatro golos contra 17 na última época e o capitão Baliu tem sete, quando apontara 16 em 2019/20...

Com dois jogos em Les Comes adiados nas duas últimas semanas devido a casos positivos de SARS-CoV-2, o Igualada prepara-se para regressar à competição no próximo sábado, dia 27, em Taradell. A equipa já será conduzida por David Cáceres.

Entra Cáceres

Para tentar a manutenção, o Igualada chamou uma das maiores figuras do clube. David Cáceres conquistou três Ligas Europeias (1996, 1998 e 1999) nuns maravilhosos anos 90 dos arlequins, em que conquistariam seis. A sua camisola, o 88, está "retirada" no pavilhão de Les Comes, ao lado das de Santi Carda e Albert Folguera.

Cáceres representou o Igualada entre 1995 e 2008, regressando depois de quatro anos divididos entre Noia (2008 a 2010) e Monjos (2010 a 2012) para uma temporada de despedida. Agora, aos 47 anos, volta com uma missão diferente. E complicada.

A sua experiência como treinador no secundário Sant Feliu entre 2013 e 2018 não será o melhor cartão de visita, mas a direcção do Igualada esperará que a sua aura possa motivar o plantel a outros resultados.

O Igualada é 14º entre 16 equipas, com 20 pontos em 22 jogos. Com oito jogos por realizar, está a sete pontos do 10º lugar que vale a manutenção e a apenas dois do 12º que vale uma última oportunidade num playoff.

O contrato é, para já, até ao final da época.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade