Notícia

«Não pedi nenhum recital, pedi trabalho e três pontos e foi o que fizeram»

Mar 29, 2021

Paulo Freitas destacou a crença da equipa face às adversidades no jogo. Importante era a conquista dos três pontos a pensar no 2º lugar. Porque o 1º estava entregue "com uma arbitragem medíocre". #Reacções #Video #PrimeiraDivisão

Paulo Freitas já esperava uma partida complicada frente ao Tomar e a marcha do marcador confirmou os receios do técnico leonino.

O Tomar esteve a vencer por 0-2, fez o 3-3 e teve dupla oportunidade de bola parada para passar para a frente antes do golo de Matías Platero que valeu o triunfo por 4-3 que permite aos leões continuarem no encalce do segundo lugar.

"A minha equipa é uma equipa de grande compromisso", destacou, apontando que o grupo nunca deixou de acreditar, apesar das bolas nos ferros ou das bolas paradas seis) desperdiçadas. "Não pedi nenhum recital. Pedi trabalho e três pontos e foi o que fizeram", vincou, sublinhando que "isto não é ópera".

Confiante de que o mau momento de bolas paradas se inverta a tempo das decisões, Paulo Freitas aponta ao melhor lugar possível. Agora, o segundo. "Fizeram o favor, já no fim-de-semana passado, de resolverem essa questão do primeiro lugar com uma arbitragem medíocre em São João da Madeira", criticou.

Para o play-off não há preferências, nem escolhas. "Talvez escolhesse uma equipa da III Divisão", ironizou.

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade