Notícia

Abre-se uma janela...

Jan 03, 2022

Entre 2 e 15 de Janeiro está aberta uma janela de transferências, com os clubes a poderem ajustar os seus planteis para o que resta da temporada. #Mercado #PrimeiraDivisão

Depois de um primeiro período de transferências entre 1 de Agosto e 15 de Outubro que ainda dá que falar (o "caso" de João Almeida, num diferendo do Braga com o reforço do Sporting, está nas mãos do Tribunal Arbitral do Desporto), a plataforma de inscrições da Federação de Patinagem de Portugal volta a estar disponível para transferências.

A "janela" abriu este domingo, 2 de Janeiro, e fecha a 15 de Janeiro, e permitirá a inscrição por transferência de jogadores para o que resta da temporada, permitindo ajustes nos planteis definidos no defeso na perseguição dos objectivos propostos. Ou, na mudança de objectivos.

Na I Divisão, há a registar já duas movimentações anunciadas.

A meio de Dezembro, o Marinhense anunciou a saída de Xavi Pinho, que regressará ao Carvalhos. O internacional jovem português pode ser agora oficializado no actual 4º classificado da Zona Norte da II Divisão e a estreia está apontada ao dia 8 de Janeiro, com a recepção ao Académico da Feira.

A pensar na manutenção, a Sanjoanense garantiu Hugo Santos, que terminou ligação com o Porto. A estreia do atacante, de quem os alvinegros esperam golos para largarem a lanterna-vermelha, estava marcada para a recepção ao Benfica, mas, sem data definida para o confronto com as águias, deverá acontecer na recepção ao Óquei de Barcelos, a 15 de Janeiro.

Esperando-se outros ajustes pontuais para já (quando as equipas até já delineiam planteis para a próxima temporada), será interessante acompanhar o caso de dois catalães.

Sergi Aragonès, aparentemente posto de lado no Benfica, está no mercado, mas a primeira opção do recém-coroado campeão da Europa deverá ser pelo regresso à Catalunha.

Muito apetecível é o atacante Martí Casas. O catalão de 26 anos, com um impressionante registo goleador nas últimas temporadas, foi dispensado pelo Forte e está livre para abraçar um novo projecto. Fala-se da sua continuidade em Itália e do regresso à Catalunha, mas poderia ser cativado pelo campeonato português? Não faltarão equipas que agradeceriam o seu faro pelos golos...

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade