Notícia

Follonica e Calafell na decisão da WSE

Apr 24, 2022

Triunfos tangenciais e emotivos por 3-2, valem a Follonica, de Sérgio Silva, e Calafell, de Xano Edo, a presença na final da Taça WSE. Cinco anos depois, há uma decisão sem o Lleida... #WSECup

Follonica e Calafell são os finalistas da 41ª edição da Taça WSE ou da sua percursora Taça CERS, depois de terem vencido os compatriotas Valdagno e Lleida por 3-2 nas meias-finais.

Follonica vence duelo italiano no último minuto

A meia-final italiana entre Valdagno e Follonica teve uma primeira parte muito táctica, de muitas cautelas, que, ainda assim, não justificava tão pouco público presente no Multiusos de Paredes.

Na segunda parte, havia que definir um vencedor e os treinadores assumiram mais risco.

Se na primeira metade, a equipa de Sérgio Silva teria estado um pouco melhor, na segunda foi o Valdagno que criou as melhores oportunidades, mas - depois de Didac Llobet para o Follonica e Marc González desperdiçarem a 10ª falta adversária - seria o Follonica a adiantar-se, de grande penalidade, com Francesco Banini a bater Bruno Sgaria aos oito minutos e meio.

O Follonica cresceu, mas não conseguiu capitalizar o momento em mais golos e o Valdagno reagiu.

Cada vez mais perigosa, a equipa de Diego Mir viraria o resultado com dois golos em 36 segundos quando faltavam menos de oito para o fim dos regulamentares 50. Marc Gonzalez e Davide Motaran, em belas acções técnicas, colocavam o Valdagno na frente e com o Follonica à beira das 15 faltas.

Quando a 15ª falta caiu, Davide Motaran não conseguiu voltar a bater o companheiro de selecção Leo Barozzi (foram campeões da Europa em 2014) e, pese o Valdagno criar mais perigo, também estava à beira da 15ª falta...

Já nos cinco minutos finais, o catalão Didac Llobet aproveitou alguma complacência da defensiva contrária para igualar e relançava a discussão, que parecia encaminhar-se para o prolongamento.

Mas, a 20 segundos do fim, caiu a temida 15ª falta do Valdagno. Sgaria ainda defendeu o primeiro remate de Davide Banini, mas, ordenada a repetição, o atacante não perdoou.

O Valdagno ainda tentou o ataque a cinco, mas já não havia tempo para evitar o apuramento do Follonica.

Sant Jordi mais feliz para Calafell

A segunda meia-final, já com mais algum público, começou com um ritmo bem diferente e foi um jogo quase de campeonato português, com intensidade e velocidade.

Logo ao minuto e meio, Sergi Miras (ex-Sporting e ex-Porto) inaugurou o marcador, na recarga a uma grande penalidade, dando o mote para um Calafell intenso e a criar múltiplas oportunidades.

Contra a corrente do jogo, o Lleida - detentor do troféu desde 2018 - igualou aos 11 minutos e meio, com um remate de meia distância de Jordi Badia, mas o Calafell reagiu de pronto, por Jan Escala. Num período louco de três golos num minuto, o capitão Joan Cañellas (Andreu Tomàs foi ausência de vulto) voltaria a igualar.

As equipas compassaram mais, mas sempre com o Calafell por cima, principalmente quando Miras estava em pista para assumir a batuta. No entanto, sem mais golos, a equipa orientada por Ferran López sofreria a bom sofrer na etapa complementar.

Na segunda parte, o Lleida foi muito superior, mas o guarda-redes internacional português "Xano" Edo simplesmente fechou a porta... O Calafell teve de cerrar fileiras à frente do seu guardião e a abnegação da equipa teve o seu expoente máximo a meio destes segundos 25 minutos, quando a "sobrevivência" a um "underplay" - em que o Lleida pressionou muito - foi efusivamente festejada por Miras e pelo internacional angolano Humberto Mendes ("Big").

As oportunidades para o Lleida sucediam-se, muitas com a assinatura de Jepi Selva (ex-Oliveirense), mas, não conseguindo bater um inspirado Xano Edo, arriscou-se a sofrer.

A três minutos e meio do fim, um remate de Big foi desviado com mestria por Martí Casas para o 2-3, resultado com que o Calafell vencera também os outros dois embates da temporada (para a OK Liga) com a equipa de Albert Folguera e que, mais uma vez, vingaria até final.

O Lleida tentou tudo, mas o Calafell, em busca do primeiro grande troféu da sua história, foi estóico e, mesmo com nove faltas, segurou a vantagem.

A final está agendada para este domingo, às 13h.

FINAL FOUR

Meias-finais

• MF1 • Lleida 2-3 Calafell • 23.Abr

• MF2 • Valdagno 2-3 Follonica • 23.Abr

Final

• Calafell vs. Follonica • 24.Abr • 13h

Inline content
Ficha Técnica
Estatuto Editorial
Contacte-nos
BackOffice
Política de Privacidade