Miríade de soluções dá vitória ao eneacampeão

Enquanto houve pernas, o Turquel segurou o nulo na Luz. Mas depois o Benfica disparou no marcador para um triunfo sobre uma equipa da Aldeia do Hóquei que, recém-regressada, tem o indesejado 'peso' de tentar evitar o 'deca' encarnado.

Miríade de soluções dá vitória ao eneacampeão

O Benfica venceu o Turquel por 5-0 em embate da Zona Sul da primeira fase do Campeonato Nacional Feminino de Hóquei em Patins. Significando pouco para a decisão do título, as águias deram uma cabal prova de força na perseguição do "deca".

O empate a três entre o eneacampeão Benfica e o recém-regressado Turquel na jornada inaugural do campeonato deixara água na boca para os duelos entre as duas equipas ao longo da temporada.

Marlene Sousa assinou um hat-trick, incluindo o primeiro tento das águias, a desbloquear o nulo que perdurou até aos 32 minutos.
Marlene Sousa assinou um hat-trick, incluindo o primeiro tento das águias, a desbloquear o nulo que perdurou até aos 32 minutos.

Com o Sporting a lutar por outros objectivos, a equipa da Aldeia do Hóquei foi colocada no ingrato papel de ter de fazer frente a uma equipa consolidada. E, com apenas sete jogadoras, sendo que uma das duas suplentes é (necessariamente) guarda-redes, a "missão" dada ao grupo liderado por Nelson Lourenço não é simples.

Nos primeiros 25 minutos, houve equilíbrio na Luz, com oportunidades junto das balizas bem guardadas por Cláudia Vicente e Maria Celeste Vieira, as mundialistas do bronze de Portugal. Mais do que o seu habitual trabalho de ataque permanente, as encarnadas tinham no passar dos minutos um aliado num trabalho de desgaste que daria frutos na etapa complementar.

Carolina Gonçalves travou uma luta inglória com as defensoras encarnadas.
Carolina Gonçalves travou uma luta inglória com as defensoras encarnadas.

O Benfica entrou mais forte na segunda parte e, passado o fôlego que o intervalo permitira, o Turquel começou a acusar a falta de rotação. Aos sete minutos, um bom envolvimento no ataque encarnado culminou num passe de Mica Balmaceda que deixou Cláudia Vicente fora da jogada para um golo "fácil" de Marlene Sousa, sem marcação.

Em desvantagem, a motivação deixava de suprir a falta de pernas das turquelenses e o 2-0, por Cata Flores, aos 12 minutos, matava cedo o jogo.

Carolina Gonçalves, a mais experiente em pista, procurava lutar, muitas vezes sozinha, contra uma "multidão" de defensoras de encarnado e a jovem Leonor Coelho, que completa 16 anos apenas agora em Dezembro, apesar do voluntarismo, não chegava para todas as encomendas na rectaguarda. E o resultado avolumou-se.

Cata Flores bisou.
Cata Flores bisou.

Em jogada individual, Marlene Sousa fez o terceiro. Na 10ª falta do Turquel, a chilena Cata Flores não perdoou e ampliou para 4-0. Isolada perante a sua companheira de selecção, Marlene fez o quinto.

Na Zona Sul, o Benfica lidera agora com 16 pontos em seis jogos, seguida do Turquel com 13. Stuart, que venceu o Odivelas por 1-4, e Sporting, vencedor na recepção ao Turquel por 4-3, ocupam respectivamente os 3º e 4º lugares.

Destaque neste campeonato, também para Académico da Feira e Sanjoanense, líderes das zonas Norte e Centro (ambas com apenas cinco equipas), com cinco vitórias em outros tantos jogos.

Partilhe

Facebook Twitter AddToAny
Outros artigos do dia
«Quem sente o Hóquei como uma paixão, tem de conhecer San Juan»

«Quem sente o Hóquei como uma paixão, tem de conhecer San Juan»

Mais de 10 anos volvidos sobre um feito histórico, Pedro Nunes regressou a San Juan como 'simples' adepto, para testemunhar e viver uma paixão pela modalidade que é inigualável. Desportivamente, a anfitriã Argentina foi uma justa vencedora.

Romero foi a cura para ressaca do Mundial

Romero foi a cura para ressaca do Mundial

No fecho da 6ª jornada, o Sporting venceu a Oliveirense por tangencial 5-4. A equipa que mais jogadores teve no Mundial não segurou uma vantagem de dois golos, mas 'Nolito' Romero resolveu a três minutos do fim.